Fotos das rotinas de estudantes quando acordam
All photos by the author
Viagem

Fotos das rotinas de estudantes quando acordam

Despertar pode ser a parte mais honesta do teu dia.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE Cana.

Quando me propus fotografar estudantes universitários a levantarem-se da cama pela manhã, queria captar as pessoas antes que qualquer outra coisa acontecesse nos seus dias. Deram-me acesso a ambientes em que poucos normalmente as podem ver - a carregarem no snooze do despertador, a fazer café, a fumar um bongo matinal, a espreitarem o Facebook, ou a darem uma primeira olhadela pela janela.

Publicidade

Não consegui perceber qual é a melhor rotina para acordar de manhã, mas consegui ver gente em vários estados de conforto, com ideias bastante diferentes em relação a como o seu dia iria correr. Percebi que o primeiro momento da manhã de alguém pode dizer-te muito sobre essa pessoa. Ou, se calhar só queriam mesmo era que eu tirasse a foto e me fosse embora para fazerem o seu café descansados.

Todas as fotos por Thomas Skrlj.

Kati

"Tenho muita energia, o que me impede de ir para a cama a horas razoáveis. Tenho tendência a aguentar, aguentar, aguentar até apagar de repente e, não sei porquê, mas também já acordo cheia de energia. Gosto de passar a minha rotina matinal a entrar num tom calmo e pacífico. Ignoro o telefone e desfruto do pequeno-almoço e do café - duas das minhas coisas favoritas. Idealmente, também apanho um bocadinho de sol na cara!".

Lauren

"Há dois meses que ando a saltar de sofá em sofá, o que faz com que agora não tenha propriamente uma rotina - só estou agradecida por ter um tecto sobre a cabeça. Neste momento, as rotinas matinais não me dizem nada. Limito-me a acordar pronta para um novo dia".

Claire

"Acordo sempre mais cedo que preciso. Se não tenho oportunidade para ter um tempo para mim de manhã, o resto do dia vai provavelmente correr mal".

Nikki

"Na maior parte dos dias, carrego no snooze do despertador de cinco em cinco minutos durante uma hora antes de decidir que já é altura de sair da cama. Na noite anterior digo sempre a mim própria que me vou levantar cedo e fazer coisas, como um pequeno-almoço decente, ginástica, ou simplesmente a cama, mas o meu eu matinal prefere mesmo dormir. Quando tiraste a minha foto, estive a carregar no snooze até me bateres à porta".

Publicidade

Madison

"Desde que me lembro que sou uma pessoa de manhãs. Mesmo em dias que quero desesperadamente dormir, nunca consigo fazê-lo para lá das 10. Para mim, há algo indubitavelmente sereno no facto de ser a primeira a despertar.

Meto o despertador especificamente para várias horas antes de ter de sair de casa, só para poder ter essa serenidade só para mim. No entanto, por mais que recorra a essa ferramenta das rotinas matinais para me dar força para o resto dia, há também uma uma certa vulnerabilidade à preguiça quando se acorda quando o sol nasce. As manhãs são momentos de beleza crua, reflexão e da incerteza do dia à nossa frente".

Jennifer Doan

"É nos momentos mesmo antes de estar completamente acordada que sou mais feliz. Durante o dia tenho dois empregos. Sou estudante a tempo inteiro. Estou envolvida em vários projectos e acabo por fazer muitos trabalhos para várias pessoas. Há dias que são tão extenuantes, fisíca e mentalmente, que quase não me deixam espaço para respirar.

No entanto, antes de acordar por completo, consigo pensar em ser outra pessoa, nem que seja só por um instante. Uma pessoa em que ninguém deposita expectativas… não há nada para lembrar, portanto, não há fardos para carregar. Os mortos ainda estão vivos. Os meus medos não existem. Viver parece simples.

As manhãs são, no mínimo, um choque de sobriedade. Tudo o que era, ainda é. Quer goste, quer não, ainda aqui estou, portanto, recomponho-me e faço tudo outra vez".

Publicidade

Sofiya

"As minhas manhãs e a altura em que acordo assentam, basicamente, na hora a que tenho de sair de casa. Quanto tempo vou demorar a tomar banho, secar o cabelo, maquilhagem, escolher a roupa… a lista é extensa, mas o tempo não perdoa. Se é stressante? Com suficiente pré-planeamento, não!".

Emily

"Aprendi e continuo a aprender permanentemente a abraçar a ideia de que a vulnerabilidade é, na realidade, força. Acho que as minhas manhãs envolvem mais preparação mental do que por vezes me apercebo e, quanto mais confortável estou comigo própria, mais confortável e confiante vivo os meus dias".

Blayne

"Acorda-se com um bocadinho disto, um bocadinho daquilo, é uma questão de hábito".

Greg

"Nos dias que correm, quando acordo a primeira coisa que penso é que gostava que o meu namorado ainda estivesse a acordar ao meu lado. Mas, como ainda namorávamos quando a foto foi tirada, posso dizer que a primeira coisa que me fazia saltar da cama era o estômago vazio e tentar lembrar-me o que tinha no frigorifico para comer. No entanto, acabava por passar demasiado tempo no telefone antes de efectivamente ir à cozinha".

Emma

"Depois do despertador me acordar, a manhã começa com uma vista de olhos pelo Instagram, Facebook e Snapchat. Provavelmente não é muito bom para o meu bem-estar ver fotos perfeitas assim que acordo, mas é um mau-hábito que criei e do qual ando a tentar livrar-me. Quando acabo por finalmente levantar-me, faço a cama. Uma vez li mais ou menos isto "Fazer a cama é uma forma de estabelecer um estado de ânimo para o resto dia". A ideia é que faça com que te sintas mais produtiva e positiva. E, se no fim do dia acabou tudo por correr mal, pelo menos tens uma cama bem feita para te aninhares. Algo deste género. Fiquei com isto na cabeça e agora faço a cama todos os dias.

Publicidade

Quando me vejo ao espelho, com os óculo postos, aparelho nos dentes, cabelo desgrenhado, ainda sem maquilhagem ou produtos do cabelo, tento dizer a mim mesma algumas coisas positivas. Tipo, claro que que com um batom e maquilhagem fico mais apresentável, mas gosto da pessoa que sou, com ou sem essas coisas. Acho que é importante lembrar-me disso antes de começar com as rotinas de beleza e escolha de roupa. Depois disso, como o pequeno-almoço, normalmente só uma barra energética de granola, e saio porta fora".

Cole

"Vivemos numa sociedade tão apressada. Tento sempre encontrar momentos em que, essencialmente, consiga parar um bocadinho o Mundo. A manhã é uma excelente altura para isso. Mesmo que nos transportes públicos tenhas de fazer ligações e ficar algum tempo à espera, como é o meu caso, é sempre possível tentares encontrar um estado mental mais confortável para a viagem de encontro a um dia agitado".

Bri

"Na maior parte das manhãs acordo e primeiro sinto-me cansada só de pensar que tenho de sair da cama, mas isso acaba por desvanecer-se num sentimento de gratidão. A realidade é que, mal ponho os pés no chão, consigo começar a fazer as coisas que me propus fazer naquele dia. Seja prepara-me para um exame, começar um novo emprego, ou ter tempo para mim ou para os que me são mais próximos. Depois, normalmente também penso no que vou fazer para o pequeno-almoço".

Ariella

"Sou uma pessoa nocturna, não sou uma pessoa matinal. Apesar de aproveitar todas as hipóteses que tenho para dormir, viver com a minha colega de quarto mostrou-me o quão boa pode ser uma manhã calma. Boa companhia e uma boa chávena de café são necessidades absolutas antes do meio-dia".

Publicidade

Jennifer

"Costumava acordar tão cedo. Ainda me levanto antes das oito na maior parte dos dias, mas, na minha cabeça, isso não é assim tão cedo. Sair à rua de imediato é a melhor coisa para me acordar… e bom café. Acho que a atitude com que acordas transforma-se na tua postura ao longo do dia, portanto deixa que o sol te bata na cara e sê agradecido".

Segue Thomas Skrlj no Twitter e Instagram.

Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.