Noticias

Boletim Matutino da VICE

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
4.1.18
Polícias do RN mantêm greve mesmo após anúncio de pagamento de salários atrasados. Foto: divulgação

Brasil

Filha de Roberto Jefferson citada em delação da Odebrecht é a nova ministra do Trabalho
A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do delator do mensalão Roberto Jefferson (PTB-SP) e citada na delação da Odebrecht, será a nova ministra do Trabalho, depois da saída de Marcos Nogueira (PTB-RS) da pasta. Brasil não deve se candidatar à reeleição como deputada, enquanto o pai deve concorrer ao cargo em São Paulo. No lugar dela assume como suplente Nelson Nahim, do PSD, condenado pela Justiça do Rio a 12 anos de prisão por corrupção de menor – ele foi solto em outubro de 2017 após cumprir 4 meses da pena. – G1

Ministro da Indústria entrega carta de demissão a Temer
O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira (PRB-ES), entregou nesta quarta-feira (3) sua carte de demissão à equipe de Michel Temer. Alegando deixar a pasta para cuidar de questões pessoais e partidárias, Pereira, que é presidente do PRB e bispo da Igreja Universal, deve se candidatar a deputado federal em 2018. Essa é a terceira baixa ministerial de Temer no período de um mês. – Folha de S. Paulo

Publicidade

Polícia Federal cria grupo para combater notícias falsas nas eleições
A direção-geral da Polícia Federal vai instalar nos próximos dias em Brasília um grupo de trabalho em conjunto com outros órgãos federais para discutir meios de coibir textos falsos disseminados como notícias verdadeiras em redes sociais e em aplicativos de mensagens durante as eleições deste ano. O grupo, formado por um delegado, um agente e um perito criminal federal, deverá trabalhar com técnicos do TSE e da PGR. A PF pretende apresentar a ideia de elaboração de uma nova legislação específica sobre o assunto. – Folha de S. Paulo

Temer veta verba extra para educação básica em Orçamento de 2018
Michel Temer sancionou nesta terça-feira, 2, a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018, com apenas um veto: a verba complementar de R$ 1,5 bilhão ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O texto será publicado nesta quarta (3) no Diário Oficial da União. A complementação da União ao Fundeb, destinada para a Educação dos estados mais pobres do País, é uma das poucas despesas fora do teto de gastos. – UOL

Rebelião em Goiás foi motivada por disputa entre PCC e o Comando Vermelho
O secretário da Segurança Pública e Administração da Penitenciária de Goiás, Ricardo Balestreli, confirmou que a rebelião que resultou em nove mortes em um presídio da região metropolitana de Goiânia, foi motivada pela disputa entre as facções criminosas PCC e Comando Vermelho. "Esse fato está largamente comprovado pelas investigações que estão sendo conduzidas e pela análise do nosso setor de inteligência", afirmou Balestreli. – UOL

Publicidade

Polícias do RN mantêm greve mesmo após anúncio de pagamento de salários atrasados
Polícia Militar e a Polícia Civil permanecem em greve, mesmo diante do anúncio de pagamento dos salários do mês de novembro feito pelo governo do estado nesta quarta (3). As categorias pedem, além do pagamento dos salários, melhores condições de trabalho. O governo do estado ainda não tem definição sobre o pagamento de dezembro e do 13º. O estado enfrenta paralisação de policiais militares desde o dia 19 de dezembro e de policiais civis desde 20 de dezembro. – G1

Fogos de artifício causam parada cardíaca e cadela morre durante réveillon em SP
A cadela Nina, que completaria 2 anos neste mês, morreu após se assustar com os fogos de artifício usados na comemoração do réveillon, em Cotia, na Grande São Paulo. Parte dos explosivos estouraram perto do muro da casa onde vivia. Segundo a veterinária que cuidava dela disse aos proprietários, Nina sofreu uma parada cardíaca. – G1

Mundo

Donald Trump entra em guerra com ex-assessor Steve Bannon após novo livro
O presidente dos EUA Donald Trump chegou a ameaçar judicialmente seu ex-assessor Steve Bannon após trechos do livro “Fire and Fury – Inside the Trump White House”, do jornalista Michael Wolff, virem à público nesta quarta-feira (3). Bannon teria chamado, em entrevista ao livro, a reunião do filho de Trump, Donald Jr., com agentes russos, de “traição” – já Ivanka, filha “favorita” do presidente, seria “burra como uma porta”. Os advogados de Trump acenaram com um processo por quebra de contrato e difamação. Ao invés de responder pelo Twitter, como tem sido seu costume, Trump atacou Bannon, chefe do site de extrema-direita Breitbart, em um comunicado oficial. – The Guardian

Deputados dos EUA propõem monumento a soldados negros confederados que não existiram
Dois deputados estaduais da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, apresentaram um projeto para a criação de um monumento em homenagem aos soldados negros confederados do estado, mas historiadores explicaram que nunca houve nenhum. "Esses afro-americanos, como muitos de seus contemporâneos caucasianos, se apresentaram para defender seu estado natal durante um período tumultuado da história de nosso país", disse Mike Burns, um dos propositores da homenagem. Porém, mesmo após a Guerra Civil o estado da Carolina do Sul sequer permitia que negros tivessem acesso a armas porque temia uma rebelião de ex-escravos. – G1

E mais

Cate Blanchett será presidente do júri do Festival de Cannes em 2018
A atriz australiana Cate Blanchett presidirá o júri do 71º Festival de Cannes, que ocorre entre 8 e 19 de maio de 2018 na Riviera Francesa, informou a organização do evento nesta quinta-feira (4). Aos 48 anos, ela é a 12ª mulher a presidir o júri de Cannes, quatro anos depois da diretora neo-zelandesa Jane Campion. – G1

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter e Instagram .