Noticias

145 dias sem ela: viúva de Marielle sofre ameaças

Governo Federal deverá acatar medidas de proteção à Monica Benício, a pedido da Comissão Internacional de Direitos Humanos.
Mônica Benício. Foto: Agência Brasil.

A viúva da vereadora Marielle Franco, Mônica Benício, solicitou pedido de proteção à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) após sofrer ameaças. Mônica disse à Globo News em ter sido perseguida por um homem em algumas ocasiões, e que recebeu mensagens intimidadoras pela internet.

Mônica já tinha apresentado o caso do assassinato de Marielle e Anderson Gomes à Organização dos Estados Americanos (OEA), com a intenção de internacionalizar o crime. A CIDH acatou o pedido de proteção da arquiteta e pediu ao Governo Federal que medidas protetivas sejam aplicadas contra a vítima.

Publicidade

Assista ao nosso vídeo sobre o assassinato de Marielle Franco:


O Governo terá 10 dias para responder o órgão internacional. Além da proteção à integridade pessoal e direito à vida de Mônica, a União deverá assegurar que Mônica continue suas atividades como defensora dos direitos humanos e que a investigação seja reportada à CIDH.

O Palácio do Planalto informou à Agência Brasil que o caso será respondido pelo Ministério dos Direitos Humanos e que está consultando outros ministérios, como o Itamaraty, para preparar uma posição conjunta.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.