A perigosa arte de dominar as ondas gigantes

Poucos são aqueles que sabem o que é a sensação de surfar as ondas mais brutais do Planeta, mas é certo que deve ser algo tão potente como as imagens que retratam as suas proezas.

|
26 Janeiro 2018, 1:02pm

Este artigo foi originalmente publicado na VICE Espanha.

A partir de finais de Outubro, princípios de Novembro, os mares e oceanos despertam da letargia de Verão. É nessa altura que os surfistas de ondas grandes voltam a encerar as suas maiores e mais pontiagudas pranchas, para estarem prontos quando a meteorologia indicar a chegada de tempestades e mares mais mexidos.

Uma coisa é dar umas festinhas ao husky do vizinho, outra coisa é ser domador de leões, certo? Pois, o mesmo acontece com ser surfista, ou ser surfista de ondas grandes. Quando chega a altura, os especialistas da coisa vivem 24 horas preparados para entrar na água e levar porrada de meia noite. Não há outra forma de descrever o que se deve sentir quando se leva com uma massa de água que pode pesar o mesmo que uma coluna de uns 300 automóveis.

A recompensa, no entanto, é tão grande como o peso e o tamanho das ondas, já que surfar estas maravilhas aterradoras da Natureza é uma sensação reservada a poucos afortunados (e intrépidos) desportistas. Tal como as fotografias abaixo, deve ser algo tremendamente belo.

kerby brown surf australia

Kerby Brown, a surfar uma onda perfeita, num spot secreto na costa oeste da Austrália. Foto por Andrew Buckley, Reuters

punta galea getxo surf

As ondas gigantes do Punta Galea Challenge, que se disputa perto de Getxo (País Basco), são uma referência a nível mundial. Foto por Joseba Etxaburu, Reuters

cape fear sudáfrica surf

As motos de água podem fazer a diferença entre a vida e a morte nas competições de ondas grandes, como a que ocorre anualmente em Cape Fear, Austrália. Foto por Jason Reed, Reuters

 nazaré olas de 30 metros surf

Todos os anos, as ondas do Canhão da Nazaré dão a volta ao Mundo, pelo seu tamanho e espectacularidade. Foto por Rafael Marchante, Reuters

nazaré olas de 30 metros surf

Quando a onda cai, o caos acontece. Aqui, um exemplo na Nazaré. Foto por Rafael Marchante, Reuters

joel parkinson surf oahu hawai

Joel Parkinson em pleno voo, em Oahu, Hawaii, onde estas "bombas marítimas" nunca escasseiam. Foto por Kelly Cestari, Reuters

surf playa

Obviamente que, a matéria-prima é essencial para sobreviver às pardes de água destas ondas. As pranchas específicas, são o ABC desta modalidade. Foto por Rafael Marchante, Reuters

dungeon's reef sudáfrica surf

Saber sair das ondas no momento certo é tão importante como entrar, tal como exemplifica este surfista em Dungeon's Reef, na África do Sul. Foto por Mike Hutchings, Reuters

surf olas

Antes de entrar na água, é essencial estudar as condições e as ondas. Foto por Mike Segar, Reuters


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.