Drogas

Boletim Matutino da VICE - 18/12/2018

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
O médium João de Deus
Marcelo Camargo / Agência Brasil

Brasil

MP e polícia recebem mais de 500 denúncias e investigam se João de Deus lavou dinheiro

O Ministério Público e a Polícia Civil informaram nesta segunda-feira (17) que receberam 506 denúncias de mulheres que dizem ter sido abusadas por João de Deus em Abadiânia. O médium, que sempre negou as acusações, foi preso neste domingo (16). Além destes crimes, os órgãos também apuram se houve conivência de outras pessoas e denúncias de lavagem de dinheiro. O delegado-geral da Polícia Civil, André Fernandes, disse acreditar que o número vai crescer a partir da parceria com o MP. Neste domingo (16), porém, ele já havia alertado que "muitos casos já podem ter prescrito". – G1

Publicidade

Paulo Guedes diz que pretende cortar até 50% das verbas do SESC e Sistema S

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (17) que pretende horizontalizar os impostos, acabando com isenções e subsídios, cortando inclusive verbas do Sistema S, que deve sofrer redução em torno de 30%, podendo chegar a 50% dos repasses. “É a contribuição, como vamos pedir o sacrifício do outro sem dar o nosso?”, questionou. Paulo Guedes para uma plateia de empresários na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), no evento Encerramento das Atividades 2018 e Perspectivas 2019. Também participaram do almoço o prefeito do Rio Marcelo Crivella e o governador eleito do estado, Wilson Witzel. – Agência Brasil

36,5% dos jovens de 19 anos não concluíram o ensino médio, aponta levantamento

Quase quatro (36,5%) em cada dez brasileiros de 19 anos não concluíram o ensino médio em 2018, idade considerada ideal para esta etapa de ensino. Entre eles, 62% não frequentam mais a escola e 55% pararam de estudar ainda no ensino fundamental. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (18) pelo movimento Todos pela Educação, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PnadC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Uma das metas do movimento é fazer com que o Brasil tenha, até 2022, 90% ou mais dos jovens de 19 anos com o ensino médio completo e pelo menos 95% dos brasileiros de 16 anos com o ensino fundamental. – G1

Publicidade

Com 10 mil casos da doença, Brasil pode perder certificado de erradicação do sarampo em 2019

O Brasil tem um modelo considerado exemplar quando o assunto é calendário de vacinação, mas a oferta de vacinas no Sistema Único de Saúde (SUS) não tem sido suficiente para garantir a taxa desejável de cobertura vacinal da população. Por causa disso, em 2017 o país teve o menor índice de vacinação em crianças menores de um ano em 16 anos. Todas as vacinas recomendadas para adultos estão abaixo da meta de cobertura ideal. Além disso, até dezembro de 2018, o país registrou mais de 10 mil casos de sarampo. A doença estava erradicada no Brasil, mas a importação do vírus vindo da Venezuela provocou dois surtos: um no Amazonas e outro em Roraima. Se até fevereiro de 2019 o país ainda tiver novos casos, pode perder o certificado de erradicação da doença concedido pela Organização Mundial de Saúde. – G1

Poluição na Baía de Guanabara gera R$ 50 bilhões de prejuízo ao ano, alerta ONG

Além de danos à natureza, décadas de descaso com a Baía de Guanabara causam impactos na saúde, transporte e turismo do Estado do RJ, gerando prejuízo financeiro, alerta a ONG Baía Viva. Cálculos da ONG indicam que o Estado chega a perder, por ano, R$ 50 bilhões por não cuidar com responsabilidade do meio ambiente da região. O número, segundo a ONG, foi calculado com base em estudos de universidades, da Fiocruz e do Clube de Engenharia. – G1

Publicidade

STF marca julgamento de 2ª instância, homofobia e porte de drogas para 2019

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, anunciou nesta segunda-feira (17) o julgamento para o primeiro semestre de 2019 de três temas polêmicos que aguardam análise do plenário da Corte: a prisão após condenação em segunda instância, a criminalização da homofobia e a descriminalização de usuários de drogas. Com isso, Toffoli decidiu colocar em discussão questões que estavam prontas para serem discutidas neste ano, mas que acabaram postergadas. Ao assumir a presidência do STF, em setembro, o ministro disse que “casos polêmicos” não seriam pautados neste ano. – Agência Brasil

Mundo

Nova Zelândia anuncia referendo sobre uso recreativo de maconha

O governo da Nova Zelândia anunciou que organizará um referendo sobre a legalização da maconha com fins recreativos em 2020 ao mesmo tempo em que ocorrerão as eleições legislativas. A organização da consulta foi uma das condições apresentadas pelo Partido Verde quando negociou a participação no governo da primeira-ministra, Jacinda Ardern, após as eleições de 2017. O governo da primeira-ministra trabalhista já iniciou os procedimentos para legalizar o uso terapêutico da maconha. Atualmente, o Parlamento neozelandês examina um projeto de lei. Uma pesquisa de 2017 mostrou que 65% dos neozelandeses são favoráveis à legalização do consumo recreativo da planta. – G1

Publicidade

Juiz manda caçador ilegal assistir ‘Bambi’ uma vez por mês nos EUA

Um caçador do Missouri recebeu ordens de assistir mensalmente ao filme “Bambi” como parte de sua sentença por matar ilegalmente centenas de cervos. David Berry Jr. recebeu a ordem durante sua sentença de prisão de um ano no que os agentes de conservação chamaram de “um dos maiores casos de caça ilegal de cervos na história do estado”, segundo o jornal “Springfield News-Leader”. "Ele abatia os cervos ilegalmente como troféus, principalmente à noite, por causa de suas cabeças, e largava os corpos apodrecendo", disse Don Trotter, promotor público do condado de Lawrence. Berry, o pai dele, dois irmãos e outro homem que os ajudavam tiveram seus privilégios de caça, pesca e armadilha revogados temporariamente ou permanentemente. Os homens pagaram US$ 51 mil (cerca de R$ 200 mil) em multas e custas judiciais. – G1

E mais

Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Gabriel Medina é o grande campeão de 2018 do Circuito Mundial de Surfe (WCT). Nesta segunda-feira (17), o brasileiro venceu a semifinal contra o sul-africano Jordy Smith em Pipeline (Havaí) e garantiu o título. Mais tarde, ele ainda conquistou a etapa havaiana. Depois de se tornar o primeiro brasileiro a ser campeão em 2014, o surfista de Maresias agora volta a fazer história como o único atleta nascido no Brasil a ser bicampeão. Após a conquista, Medina comemorou o feito na saída do mar. ""Foi um ano intenso, estou muito feliz, eu não acho palavras, estou muito feliz, estou muito feliz de ver meus amigos e família felizes por mim. No fim do dia, é o que me faz vir aqui e dar o meu melhor. É tudo sobre o plano de Deus, eu tenho fé, eu tento meu melhor até o final". – UOL