Drogas

Boletim Matutino da VICE - 5/2/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
albert_einsetein_rovena_rosa_abr_231120182080
Rovena Rosa / Agência Brasil

Brasil

Após febre, Bolsonaro tem alta adiada em uma semana

O presidente Jair Bolsonaro foi submetido a tratamento com antibióticos de amplo espectro após apresentar elevação da temperatura - 37,3 °C - e alteração de alguns exames laboratoriais, com aumento de leucócitos, na noite de ontem. Esse aumento pode indicar processo infeccioso, segundo o porta-voz da presidência Otavio do Rêgo Barros. Devido a isso, a previsão de alta foi adiada. Como os antibióticos devem ser ministrados por sete dias, ele deve permanecer no hospital por mais este período, segundo o porta-voz. Exames de imagem mostraram uma "coleção líquida" ao lado do intestino na região da antiga colostomia, segundo boletim médico divulgado há pouco. Ele foi submetido à punção guiada por ultrassonografia e permanece com dreno no local. – Agência Brasil

Publicidade

Nova Previdência vai pagar menos que um salário mínimo para idosos de baixa renda

O governo Jair Bolsonaro vai criar regras diferenciadas para o público que hoje recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (Loas). Hoje, a lei assegura o pagamento de um salário mínimo para pessoas com deficiência e idosos de baixa renda com mais de 65 anos de idade. A minuta da reforma da Previdência prevê o pagamento de R$ 1 mil para pessoas com deficiência sem condição de sustento. Leis complementares poderão estabelecer idade mínima e tempo de contribuição distintos da regra geral para essas pessoas. Já trabalhadores idosos e de baixa renda terão renda menor. Pessoas que comprovem estar em condição de “miserabilidade” terão assegurada uma renda mínima de R$ 500, quando tiverem 55 anos ou mais, ou R$ 750, caso tenham mais de 65 anos. – O Estado de S. Paulo

Novo promotor que investigará caso Queiroz é fã do clã Bolsonaro

Claudio Calo, da promotoria de investigação penal é o novo responsável pelo caso de Fabrício Queiroz. Calo, no ano passado, denunciou o então chefe da Polícia Civil fluminense, Rivaldo Barbosa, por fraude em licitação. Em sua conta no Twitter, Calo retuíta o Carlos Bolsonaro num post em que o 02 crítica a imprensa e defende o pai, mostra-se afinado com a ordem bolsonarista e reproduz entrevistas com Flávio Bolsonaro. A investigação criminal do caso Flávio/Queiroz deixou de estar sob a responsabilidade de Eduardo Gussem, o procurador-geral de Justiça do MP/RJ, em razão de Flávio ter tomado posse no Senado na sexta-feira passada. Assim, o "procedimento de investigação criminal" foi enviado à Central de Inquéritos, de onde foi redistribuída pelo promotor Marcelo Muniz. – O Globo

Publicidade

Em seu primeiro dia na Alerj, deputada tem carro pixado com ameaças

A deputada de primeiro mandato Dani Monteiro (PSOL) teve uma recepção nada amigável em seu primeiro dia na Assembleia Legislativa do Rio. Ao voltar a seu carro depois da posse, na sexta-feira (1º), a moça encontrou ameaças escritas no vidro de trás do veículo, que passou o dia no estacionamento do Palácio Tiradentes. No dia seguinte, ela registrou a ocorrência em uma delegacia, além de informar a segurança e a presidência da Casa. "É lamentavel receber essas ameaças no dia em que tomo posse. Mais uma prova da fragilidade da democracia nos dias de hoje. Isso pode ser apenas uma provocação ou um problema por causa das vagas de estacionamento, mas não descartamos ser algo de teor mais grave", diz a deputada. – Extra

Deputada sofre onda de ataques nas redes por uso de decote ao tomar posse em SC

A roupa usada pela deputada estadual Ana Paula da Silva, conhecida como Paulinha (PDT), durante a cerimônia de posse no dia 1º de fevereiro na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) provocou repercussão nas redes sociais. O macacão vermelho com decote foi alvo de milhares de comentários, muitos deles ofensivos. A parlamentar já foi prefeita de Bombinhas, no Litoral Norte, duas vezes. Uma foto tirada no dia da posse e postada no mesmo dia pela deputada numa página de rede social já teve mais de 8,5 mil comentários e 6,2 mil compartilhamentos até esta segunda-feira (4). As ofensas vieram de várias partes do país. – G1

Publicidade

Revista ganha ação contra bolsonarista que publicou foto com arma e ameaças

A revista Fórum ganhou uma ação judicial contra um apoiador de Jair Bolsonaro (PSL) que publicou uma foto nas redes sociais exibindo uma arma e fazendo ameaças contra petistas logo após a vitória do capitão da reserva nas eleições presidenciais. Na reportagem a Fórum relata que Salomão Campina, de São Lourenço, sul de Minas Gerais, publicou a foto, vestido com a camiseta de Bolsonaro, empunhando uma arma com os dizeres: “Está com medo petista safada? É a nova era!”. Salomão entrou com ação de indenização por danos morais e materiais, dizendo “que a situação lhe ocasionou transtornos” e que teria a reputação “assassinada” com a publicação. Em sua decisão, a juíza Marília Matias de Souza Junqueira, do Juizado Especial de São Lourenço, afirma que “na matéria veiculada pela ré não foram publicadas ilicitudes nem inverdades a respeito do fato ocorrido e que a ré não se excedeu em seu direito/dever de informar, limitando-se a noticiar os fatos na forma como ocorreram”. – Fórum

Justiça de MG permite que pais plantem maconha para uso medicinal do filho

Os pais de um garoto de quatro anos, de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, foram autorizados pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) a plantarem cânhamo, erva conhecida popularmente como maconha, para tratamento medicinal. A decisão é da 3ª Vara Criminal da cidade. De acordo com o processo, o menino sofre de paralisia cerebral e síndrome de West. Como consequência, ele é acometido de mais de 100 ataques epiléticos por dia. Além disso, somente as propriedades medicinais da maconha trazem benefícios à saúde do garoto. De acordo com o juiz Antônio José Pêcego, que avaliou o caso, a dignidade humana, a vida e a saúde são direitos fundamentais e sociais previstos na Constituição Federal de 1988. – Hoje em Dia

Publicidade

Botijão de gás sobe novamente a partir desta terça-feira

preço do botijão de gás de 13 quilos subirá a partir desta terça-feira (4) nas refinarias da Petrobras. Com o reajuste desta terça-feira, o gás residencial temaquarta alta consecutiva. De R$ 22,13 em abril do ano passado,obotijão passa a R$ 25,33 a partir de hoje. Esse é o preço na refinaria, para as distribuidoras. A previsão do Sindigás é que o preço para as distribuidoras aumente de 0,5% a 1,4%, dependendo do local. Como a definição dos preços é livre, o sindicato diz não ter como estimar o impacto do aumento nas revendas. Na semana passada, a partir de sexta-feira, o gás encanado fornecido pela Comgás também ficou mais caro em São Paulo. O aumento médio para consumidores residenciais varia de 8,58% a 11,33%. – Folha de S. Paulo

Mundo

Mãe esguicha leite em mulher que pediu para parar de amamentar em público

Um grupo de Facebook da cidade de Dartford, na Inglaterra, foi palco de uma discussão entre a população. Uma mulher reclamou publicamente de uma mãe que esguichou leite nela após ter sido pedida para parar de amamentar seu filho em um café. "Escrevo para esta mulher que acha que é apropriado amamentar seu filho em público perto de crianças e distraindo facilmente maridos sentados próximos. Não acho que foi necessário reagir como você reagiu (…) Você me xingou e esguichou seu leite em mim, isso foi desnecessário". A autora da ação, por sua vez, acabou sendo aplaudida no grupo. Segundo o jornal britânico Daily Mail, a Inglaterra aprovou recentemente uma lei que protege o direito de mulheres de amamentarem livremente seus filhos em cafés, restaurantes, lojas e transporte público e criminalizam qualquer ofensa em relação a isso. – Vírgula