Noticias

Secretário de Cultura de SP ameaça ‘quebrar a cara’ de agente cultural em reunião

Em conversa para renovação de gestão compartilhada do Movimento Cultural Ermelino Matarazzo e a prefeitura, André Sturm se altera e ameaça agredir agente e pede o fechamento de espaço público ocupado.
30.5.17
Crédito: TV Brasil.

Em reunião na Secretaria Municipal de Cultura (SMC), integrantes do Movimento Cultural Ermelino Matarazzo, da Zona Leste de São Paulo, passaram por um constrangimento após se reunirem com o secretário de Cultura do governo Doria, André Sturm, na tarde de segunda-feira (29).

Em áudio divulgado pelo site Periferia em Movimento, o secretário apresenta uma política única para estruturar um modelo de parceria, oferecendo regras de ocupação e serviços culturais, através de relatórios que comprovem a atuação do espaço como Casa de Cultura parceira, definindo o que é de responsabilidade do Movimento e o que é da Prefeitura.

Publicidade

Presentes para desarticular a renovação de gestão compartilhada junto à Prefeitura e regularização do uso de espaço e equipamentos públicos, o agente cultural Gustavo Soares, do Movimento Cultural Ermelino Matarazzo, a coordenadora do Núcleo das Casas de Cultura Priscila Machado, e de sua assessora Bárbara Rodarte, escutaram a proposta do secretário e ao expor algumas objeções, entendendo que o contrato não viabiliza a regularização do espaço ocupado, o secretário passou a atacar verbalmente os agentes.

Gustavo comenta que a proposta não dialoga com a condição da ocupação do coletivo de cultura e que não atende as necessidades do Movimento, uma vez que a proposta não oferece nenhum repasse financeiro para manter as atividades. Ao defenderem a legitimidade do uso do espaço público, Strum rebate que "legitimidade e nada é a mesma coisa" e que além do prefeito regional, se ele quiser retirar os agentes do espaço, ele também pode.

Por anos, o espaço estava abandonado e só virou Casa Cultural depois que o coletivo ocupou o local, recebendo R$16 mil da Prefeitura, em acordo celebrado na gestão anterior e que venceu em abril de 2017, como informa o portal G1. André argumenta que se não há prestação das ações no espaço e a formalização sugerida por ele, a SMC expulsará a ocupação. "Se vocês não assinarem, eu tiro você de lá", rebate Strum.

30'10'': "Desequilibrado é você. Vou quebrar a sua cara".

Para o secretário, os agentes mantém "um discurso babaca" e tenta finalizar ordenando que eles providenciem com a Prefeitura o fechamento do espaço Ermelino Matarazzo, desejando "boa sorte". A essa altura, Sturm chama o agente de "chato" e no momento que Gustavo argumento que o gestor público é desequilibrado, André esbraveja dizendo que desequilibrado é o agente e que ele dará um soco na cara dele. "É isso mesmo, eu vou quebrar a sua cara", conclui.

Publicidade

"Eu decido mais que você, o prefeito foi eleito, você não foi. Você invadiu um lugar e achou que é seu porque invadiu. Você é um invasor e será devidamente expulso. Devidamente expulso. Passar bem", assim se despede o secretário.

Em nota publicada no Facebook, o Movimento Cultural Ermelino Matarazzo condenou a ameaça de agressão física sofrida pelo agente, considerando como atitude autoritária, antidemocrática, reativa e de coação do secretário de Cultura. O Movimento tomará todas as medidas de proteção cabíveis junto aos órgãos públicos.

O secretário se pronunciou em nota encaminhada pela SMC à VICE:

Nota de esclarecimento:

Durante reunião com agentes culturais de Ermelino Matarazzo me exaltei e usei linguagem inadequada para a posição de Secretário. Por esta atitude peço desculpas ao rapaz e a todos os munícipes.

Recebemos ontem representantes do Coletivo de Ermelino Matarazzo para oferecer uma parceria que visava a manutenção do grupo no espaço, com autonomia e segurança. Ao contrário do que imaginávamos, o coletivo não buscava formalizar a parceria. A intenção era apenas obter recursos públicos, sem prestação de contas. Nossa proposta sempre foi a de reconhecer a ação cultural que estava sendo feita, mas com responsabilidade, por se tratar de uma Casa de Cultura.

Lamento minha atitude e reforço o compromisso de permanecer aberto ao diálogo com todos os segmentos artísticos e agentes culturais da cidade, como tenho feito desde o primeiro dia da gestão, na construção de políticas e ações que buscam valorizar a cultura em todas as formas de expressão.

André Sturm, Secretário Municipal de Cultura.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.