Saúde

Mãos grandes, pés grandes… O que determina realmente o tamanho do pénis?

Perguntámos a um especialista, que nos assegurou que, na maioria dos casos, é uma questão hereditária.
Madalena Maltez
Traduzido por Madalena Maltez
uma mão com uma cenoura grande como se fosse um pénis
Foto por Rene De Haan via Stocksy.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE US.

"Porque é que as mulheres estão tão obcecadas com o tamanho do pénis de um homem e só os querem com mais de 15 cm, quando deviam era concentrar-se no vínculo emocional e em que o amor flua?", perguntou uma vez o típico homem frustrado a uma consultora sentimental, como tantos outros antes dele. Quer seja porque o seu pénis lhes parece demasiado grande ou demasiado pequeno, ao longo da história têm sempre existido homens anónimos preocupados com a importância deste traço físico. Homens que pedem conselhos para atenuar a ansiedade que o tema lhes causa.

Publicidade

Ainda que quase toda a gente concorde que não existe um tamanho de pénis "médio", a verdade é que podemos falar objectivamente de extremos. Em 2014, um tipo do Reino Unido explicou numa entrevista anónima à revista New York o quanto tinha sofrido em adolescente por ter um micro pénis. O seu membro de cinco centímetros, dizia ele, não só era "humilhante", como o impedia de levar a cabo práticas sexuais normais, incluindo masturbação. No ano seguinte, um homem mexicano deixou meio mundo em choque com o seu pénis de 45 cm e quase 1 quilo de peso, um membro tão volumoso que o fez perder dois empregos e o impedia de "ajoelhar-se na igreja para rezar".



E há uns dias, um homem virgem de 31 anos com "um dos grandes" (não especificava o tamanho) enviou um pedido de ajuda a uma coluna de conselhos sedimentais do Mirror. "Tenho um problema muito grande. A maioria dos homens sonham com um grande pénis, mas para mim é um pesadelo", dizia na missiva. E acrescentava: "O mais perto que esteve de uma mulher foi uma que quase o agarrou com a mão; uma vez uma prostituta devolveu-me o dinheiro e foi-se embora. Por favor, ajudem-me. Sinto-me muito infeliz".

Segundo o Kinsey Institute, a longitude média de um pénis erecto é de entre 12,7 a 16,5cm, se bem que são muitos os que estão fora deste intervalo, tanto para cima como para baixo. Mas, a que é que se devem estas variações de tamanho tão auto-destrutivas?

Publicidade
penises-body-image-1455132170

Foto por Martí Sans via Stocksy

Em geral, o tamanho do pénis do ser humano é relativamente maior que o de outros primatas; os antropólogos evolucionistas sugerem que pode ter-se produzido uma evolução através da selecção sexual. "Antes da roupa, o pénis humano não retráctil seria demasiado chamativo para potenciais parceiras", salienta o investigador Brian Mautz, que em 2012 realizou um estudo que sugere que o tamanho do pénis influenciava na atracção e na selecção sexual. E acrescenta: "Esta observação leva a pensar que talvez o pénis dos humanos tenha evoluído devido à preferência das fêmeas."

No aspecto individual, como ocorre com outros traços fenotípicos, o tamanho do pénis é, em parte, hereditário, segundo me conta o cirurgião Curtis Brown por telefone. Brown é especializado em cirurgia reconstrutiva de ambos os sexos e também trata homens que querem ter o membro maior. Teve pacientes cujos pénis anormalmente pequenos ou grandes representavam um problema físico, apesar de isto só ser o caso em "menos de cinco por cento das vezes".


Vê: "A história do vibrador"


"Se imaginares uma Função de Gauss [de tamanhos de pénis], 95 por cento vão ser normais, depois haverá uns 2,5 por cento que são anormalmente grandes e outros 2,5 por cento anormalmente pequenos", diz Brown. E salienta: "Esta variação é, sem dúvida, genética. As hormonas também podem influenciar o tamanho. Se o feto estiver exposto a estrogénio, pode sofrer anomalias no pénis. Há muitas coisas que podem correr mal".

Publicidade

De qualquer maneira, a maioria dos homens não tem que se preocupar com nada, as variações no tamanho são comuns (e, como demonstram os estudos, não têm nada a ver com a origem racial). "Recebemos muitos pedidos de aumento de pénis, assegura Brown, "geralmente de pacientes 'normais', que não estão contentes com o seu tamanho por alguma razão. Normalmente psicológica. Talvez alguma ex-namorada lhes tenha dito que têm o pénis feio ou, simplesmente, não estão satisfeitos com ele. Está tudo na cabeça".

A consultora da coluna do Mirror deu esta mesma explicação ao homem virgem de 31 anos que acreditava estar amaldiçoado por ter um pénis enorme. "Talvez sejas tu que não deixas que nenhuma mulher se aproxime mais, porque tens medo", concluiu.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.