Mais um Dia no Paraíso

FYI.

This story is over 5 years old.

Edição do Homem de Areia

Mais um Dia no Paraíso

A fotógrafa Linda Forsell retrata palestinos e israelenses sem reduzi-los a vítimas anônimas da história ou invasores fortemente armados.
13.12.12

A essa altura tantos fotojornalistas já foram até a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, que o drama dos palestinos já virou um subgênero previsível repleto de clichês: jovens atirando pedras, manifestantes agitando bandeiras e gritando, crianças andando entre escombros, postos de controle, explosões de foguetes, soldados das Forças de Defesa de Israel arrombando portas e, é claro, o muro. É um daqueles casos em que algo fica tão bem documentado que é preciso se perguntar se já não estamos insensíveis à gravidade da situação por conta de tanta saturação.

Publicidade

O novo livro de Linda Forsell, Life's a Blast (algo como A Vida é uma Explosão), foge desses chavões batidos. Suas 101 fotos impecavelmente compostas, em formato quadrado, foram tiradas em uma série de viagens feitas entre 2008 e 2010 e, de alguma maneira, Linda encontrou uma forma diferente e mais humana de contar essa história tão familiar. Aqui, palestinos e israelenses não estão reduzidos a vítimas anônimas da história ou invasores fortemente armados. Em vez disso, atividades cotidianas triviais são usadas como um prisma para refletir sobre o peso esmagador de um conflito aparentemente sem fim. As representações da violência são sutis, o que faz com que sejam ainda mais aterradoras — um manequim de uma loja com a mandíbula estourada, uma criança usando giz de cera para desenhar uma casa, bonequinhos de palito e um tanque de guerra.

As fotos são intercaladas com vinhetas feitas pela Linda a partir de anos de conversas com palestinos e israelenses, e ressaltam a atmosfera hostil criada por décadas de conflito armado. Linda escreve sobre uma rua em Hebron onde os colonos são conhecidos por subir nos telhados e urinar nos palestinos que passam. "Quando vou à minha escola, sento entre dois colonos", um homem palestino conta para ela em outro relato. "Os dois carregam metralhadoras. Sempre oferecemos chá uns aos outros quando temos, mas nenhum de nós aceita."

Pode-se dizer que Life's a Blast é definitivo — um bom exemplo de por que os fotógrafos que cobrem o conflito devem abaixar um pouco suas câmeras e refletir sobre como podem contar a história de formas mais impactantes. Por enquanto, vamos deixar que se influenciem pela Linda através dessa pequena seleção de imagens que você pode encontrar no livro.

Publicidade

Uma mãe em luto chora pelo filho palestino de 17 anos que levou um tiro nas costas depois de esfaquear um soldado israelita num posto de controle, 2008.

Recortes de jornais reunidos por um adolescente palestino em Bethlehem, 2008.

Um jovem do lado israelense do muro que cerca Gaza, 2010.

Colonos israelenses em Jerusalém Oriental observam protesto, 2010.

Escombros de casa bombardeada na Faixa de Gaza durante a guerra, janeiro de 2009.

Uma mulher palestina em Gaza verifica se o véu está bonito, 2009.

Um menino judeu corta o cabelo pela primeira vez aos três anos, como exigido pela Torá, 2009.

Um palestino e um israelense esperam no mesmo ponto de ônibus em Jerusalém, 2009.

Um menino palestino no campo de refugiados de Bethlehem, 2008.

Um palestino inquieto segura sua autorização enquanto espera na fila de um posto de controle israelense em Kalandia, 2009.

Um jovem palestino em um protesto na Cisjordânia, 2010.

Um menino palestino usa máscara de gás artesanal perto de protesto violento em Nabi Saleh, Cisjordânia, 2010.

Um jovem observa Beit El, um assentamento na Cisjordânia, 2008.

Um homem palestino e seu companheiro em uma praia na Faixa de Gaza, 2010.

Adolescente palestino sorri depois de arremessar pedras contra soldados israelenses com seu estilingue em Ni’lin, 2008.

Soldados palestinos riem em Hebron, 2008.

Judeus ultraortodoxos asquenazitas protestam contra a admissão de judeus ultraortodoxos sefarditas em suas escolas em Jerusalém, 2010.

Soldados israelenses sorriem depois de atirar gás lacrimogêneo contra manifestantes na Cisjordânia, 2010.

Jovens palestinos admiram sua obra depois de virar um carro quebrado de cabeça para baixo durante protesto na parte leste de Jerusalém, 2010.

Um menino palestino brinca no que um dia já foi sua casa na Faixa de Gaza, 2009.