FYI.

This story is over 5 years old.

Desporto

Seis jogos que justificam o porquê de Ronaldo ser o número um

Que não vos faltem elogios.
15.1.14

Desafiando os limites da l

ó

gica, Cristiano Ronaldo foi em 2013: 59 jogos, 14 golos de cabe

ç

a, 37 golos com o p

é

 direito, 6 golos de livre, 1,17 golos por jogo, 18 golos com o p

é

 esquerdo, 8 hat-tricks, 17 assist

ê

ncias

 e

 69 golos marcados.

Eleito melhor jogador para a FIFA em 2013, destronando o tetra de Leonel Messi (aka an

ã

o aziado), Cristiano Ronaldo recebeu o Ballon D

or das m

ã

os de Sepp Blatter bastante emocionado. Num ano marcado pelas provoca

çõ

es jocosas do chefe da FIFA numa palestra em Oxford e assumindo a sua prefer

ê

ncia pelo argentino (aparentemente alterado por uns copitos de u

í

sque), o CR7 acabou por se superar, tornando-se o primeiro

 Portugu

ê

s a conquistar por duas vezes o prémio máximo individual de futebol.

Apesar do Real Madrid não ter conquistado qualquer título, Cristiano ro

çou

 a perfei

çã

o individual em 2013.

Cristiano chegar

á

 ao Mundial de 2014 com o t

í

tulo de melhor jogador da estratosfera e, para celebrar tal facto, escolhemos alguns dos melhores momentos em 2013 do Comandante Portugu

ê

s:

19 DE NOVEMBRO DE 2013 — HAT-TRICK CONTRA A SUÉCIA

Segunda-m

ã

o do playoff do apuramento para o Mundial Brasileiro e num jogo absolutamente de loucos, Crissy para os amigos, marca três golos que abafam uma Su

é

cia tosca mas cheia de alma. Passes de morte de Jo

ã

o Moutinho e do cepo Hugo Almeida, fazem com que CR7 se afirmasse neste final de ano como principal candidato para vencer o Ballon D

or.

06 DE SETEMBRO DE 2013 — HAT-TRICK CONTRA A IRLANDA DO NORTE

Numa

remontada

 em Belfast, Cristiano marca três golos, ultrapassando Eus

é

bio como segundo melhor marcador de sempre para Portugal. Destaque para os dois primeiros golos de cabe

ç

a e a cueca absolutamente vergonhosa ao n

ú

mero 8 norte-irland

ê

s.

26 DE FEVEREIRO DE 2013 — TAÇA DO REI VS. BARCELONA — 2.ª MÃO

Considerado por muitos a maior rivalidade no mundo do futebol actual. Ronaldo foi ao Camp Nou e despachou o Barcelona com dois golos. Nota para

 a jogada inacredit

á

vel de Di Maria sobre o Tarzan espanhol, Puyol. O Real Madrid levou assim a melhor sob o Barcelona na 2.

ª

 m

ã

o das meias-finais da Ta

ç

a do Rei.

13 DE FEVEREIRO DE 2013 — QUARTOS DE FINAL DA CHAMPIONS LEAGUE — REAL MADRID VS. MANCHESTER UNITED

Dois golos em dois jogos, com uma vit

ó

ria super contundente em Manchester, deixaram o seu anterior clube e Alex Fergunson, rendidos e salivar de saudades pelo talento do madeirense. O

 golo do empate em Madrid foi algo fora do comum. Cabeceamento inacredit

á

vel com um tempo de salto digno das melhores investidas de Michael Jordan ao cesto.

30 DE OUTUBRO DE 2013 — LIGA ESPANHOLA — REAL MADRID VS. SEVILHA

Ap

ó

s a pol

é

mica criada por Sepp Blatter em que catalogava o portugu

ê

s de

comandante

, Cristiano, assina mais um hat-trick, na vit

ó

ria de 7-3 no Santiago Bernab

é

u, festejando com o sinal de contin

ê

ncia.

A evolu

çã

o

é

 uma constante no futebol. Quem diria que o patinho feio que apareceu em 2002 evoluiu e que em 2013 se tornou um cisne, elegante e extraordin

á

rio?

Aos 28 anos e com duas Bolas de Ouro (fora as outras), o g

é

nio e o talento de Cristiano tornaram-se

 inquestionáveis

, ao ponto de superar todos os limites e a concorr

ê

ncia. Façamos votos para que o Mundial brasileiro nos mostre o porqu

ê

 de ser o melhor jogador da actualidade.