Politică

Porto-riquenhos comemoraram nas ruas a renúncia do governador Rosselló

Com buzinas e fogos de artifício.
25.7.19
porto rico rossello renúncia

Os porto-riquenhos não esperaram para expressar exatamente como se sentiram quando o governador Ricardo Rosselló anunciou sua renúncia, um pouco antes da meia-noite da quarta-feira.

Milhares de manifestantes na frente da mansão do governador em Old San Juan começaram a cantar e festejar assim que Rosselló fez o anúncio.

Em minutos, as ruas se encheram de porto-riquenhos celebrando, com buzinas e fogos de artifício.

Publicidade

A comemoração foi pelo alívio depois de quase duas semanas de grandes protestos pelo “Ricky Leaks”, a publicação em 13 de junho de várias mensagens homofóbicas e machistas, além de piadas com mortos pelo furacão María, entre Rosselló e outras 11 pessoas. O escândalo também foi chamado de “TelegramGate”.

Rosselló, que inicialmente resistiu aos pedidos de renúncia, anunciou que vai deixar o gabinete em 2 de agosto.

“As exigências têm sido impressionantes e as recebi com um alto grau de humildade”, Rosselló disse numa declaração pelo Facebook Live, que também incluía uma longa listas das supostas realizações de sua administração.

Rosselló disse que será substituído pela secretária de justiça Wanda Vázquez, uma ex-promotora que comandou o gabinete de questões das mulheres do território americano, mas parece ter deixado em aberto a possibilidade de outra pessoa assumir.

Vázquez só se tornou a próxima da fila de sucessão de Rosselló porque o secretário de estado, Luis Rivera Marín, renunciou devido ao escândalo semana passada. Vázquez, que alguns consideram próxima demais de Rosselló e seu Partido Progressista Nova pró-estado, também parece ter sugerido que um candidato alternativo pode substituir o governador, dizendo que estava pronta para assumir o posto apenas “se necessário”.

Os manifestantes estavam pedindo a renúncia de Rosselló há semanas, mas a pressão aumentou esta semana quando membros de alto escalão e doadores do partido o abandonaram. A coisa cresceu ainda mais na quarta-feira, quando o líder da Câmara de Porto Rico, Carlos Méndez Núñez, disse que legisladores planejavam convocar o processo de impeachment na quinta.

Mas foi principalmente os protestos de centenas de milhares de porto-riquenhos que obrigou Rosselló a deixar o gabinete, incluindo cerca de 500 mil pessoas fechando as principais estradas da ilha na segunda.

Manifestantes sinalizaram que a renúncia de Rosselló é só o começo, com muita gente expressando insatisfação com anos de má administração financeira e uma resposta incompetente ao Furacão Maria em 2017.

“Estou muito, muito, muito feliz, mas sei que precisamos continuar aqui, gritando”, disse a manifestante de 21 anos Julie Rivera a Reuters na manhã de quinta, acrescentando que estava planejando voltar às ruas mais tarde para protestar contra a indicação de Vázquez.

Matéria originalmente publicada na VICE News.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.