Entretenimento

Há duas "Dick Run Claires" numa disputa online sobre qual foi a primeira a ter esta ideia genial

"Não me importo que ela ande a correr pilas, importo-me que aja como se tivesse sido ela a ter a ideia, sem me dar crédito".
28.1.19
Dick Run Claire
Imagem via @dick_run_claire.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE US.

Vivemos num mundo de possibilidades infinitas. Podes voar para qualquer lado numa questão de horas, ou fazer do teu amor por erva uma carreira, ou podes ficar deitado na cama a fazer scroll por todo o conhecimento da humanidade no teu telefone. Um vasto rio de escolhas estende-se perante nós, uma encruzilhada de caminhos que levam a inúmeras oportunidades, infinitas portas à espera de serem abertas… Até as metáforas são abundantes.

Publicidade

Ainda assim, de alguma maneira, duas completas estranhas chamadas Claire escolheram, perante esta infinitude de opções, fazer jogging em circuitos em forma de pilas nas aplicações de corrida, que desenham o rasto dos percursos. Mas, em vez de se encontrarem e criarem laços profundos devido a esta enorme coincidência, entraram numa bizarra guerra online - porque, aparentemente, neste Mundo só há espaço para uma "Dick Run Claire".


Vê: "O homem de 85 anos que corre maratonas há mais de 60"


Há uns dias, a VICE entrevistou uma das "Dick Run Claires", uma mulher de 33 anos, de Nova Jérsia, EUA, que faz exercício em percursos de formas fálicas e publica essas corridas online há uns anos. “Adoro procurar rotas de corrida em forma de pénis”, disse Claire à VICE. E acrescentou: "Mas, honestamente, adoro correr: é a minha forma favorita de exercício – e desenhar uma piroca gigante pela cidade é só um bónus”.

Era um artigo divertido e meio tonto sobre exercício e piadas sobre pilas, mas quando a escritora e comediante de Los Angeles, Claire Wyckoff, o leu, não ficou muito entusiasmada:

Segundo Wyckoff, ela há anos que faz corridas em forma de pila pela América, muito antes de a outra Claire lhe ter roubado a piada. "Não me importo que ela ande a correr pilas", disse Wyckoff ao site Refinery29. E acrescentou: "Importo-me que aja como se tivesse sido ela a ter a ideia, sem me dar crédito".

Wyckoff, entretanto, mudou o seu nome no Instagram para esclarecer que é ela a original "Dick Run Claire" e tem salientado alguns paralelismos fortes entre as corridas de pila da outra Claire e as dela, como o trabalho de mãos. "Ela fez a forma de uma punheta e eu fiquei tipo, então, roubaste-me a ideia da punheta!", avançou Wyckoff ao BuzzFeed News.

Ambas têm também corridas em forma de vagina suspeitosamente parecidas.

"Acho que devíamos fazer uma corrida, em forma de pila, claro", continuou Wyckoff ao BuzzFeed News. E explicou: "Um 'dickathlon'".

Por sua vez, a outra Claire jurou ao Refinery29 que nem sabia da existência da "OG Dick Run Claire" até este drama ter começado. "Acho que há ruas suficientes por aí para corrermos em forma de pila e satisfazermos os nossos corações", avançou. Infelizmente, ainda não respondeu publicamente ao desafio do 'dickathlon'.

Podes tirar as tuas próprias conclusões sobre as parecenças das aptidões destas duas Claires, mas, em última instância, sejamos sinceros. O facto de haver duas Claires que partilham um estranho amor por correr em percursos em forma de pilas não deveria aproximá-las, em vez de as afastar? Não vivemos já numa sociedade demasiado dividida e com demasiado ódio? Não podem as "Dick Run Claires" darem-se bem?

Aliás, afinal não. Caguem nisso. Que comece o 'dickathlon'!


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.