Vê a homenagem explosiva dos Twin Transistors aos Velvet Underground
Twin Transistors, por Tiago Gomes (Cortesia Omnichord Records)
exclusivo

Vê a homenagem explosiva dos Twin Transistors aos Velvet Underground

A 6 de Maio de 1969, a banda nova-iorquina gravava "Foggy Notion". A música só veria a luz do dia em 1985. Exactamente 48 anos depois, há uma banda leiriense a prestar a devida vénia a uma pérola (quase) esquecida.
08 May 2017, 1:23pm

Coincidências, atrás de coincidências. Ou, se calhar é só mesmo o Deus Rock a trabalhar nos seus "mysterious ways". A 6 de Maio de 2016, os Twin Transistors lançaram o seu álbum de estreia, Sun of Wolves, via Omnichord Records. A 6 de Maio de 1969, os Velvet Underground gravaram "Foggy Notion", tema gravado na sequência das sessões que deram origem ao terceiro disco da banda nova-iorquina, The Velvet Underground, mas que, tal como outros 19, só veriam a luz do dia numa compilação de 1985, VU, e numa outra de 1986, Another View.

A 8 de Maio de 2017 (não foi a 6 porque era sábado e vocês estavam todos entretidos com a bola e afins), o quinteto leiriense apresenta ao Mundo a sua versão de "Foggy Notion", uma pérola "esquecida", forjada por Lou Reed, Sterling Morrison, Doug Yule, Maureen Tucker e Hy Weiss e agora reinterpretada em todo o seu esplendor sónico, numa gravação captada ao vivo, num concerto dado pela banda no M|i|mo, Museu da Imagem em Movimento, em Leiria.

"Estes gajos são uma locomotiva em movimento. Veloz e feroz. Um rolo compressor. Motorik alimentado a rajadas psicadélicas. Experimentalismo tornado canção. Com peso, densidade e potência", escrevíamos nós há pouco mais de um ano, a propósito do lançamento do vídeo de All In, estreado na VICE Portugal.

Pois bem, a locomotiva continua a todo o vapor e, enquanto não chega material novo, "Foggy Notion" - cujo vídeo que aqui estreamos foi gravado e produzido pela Semiotica - Visual Productions - é uma refeição completa de hipnose rock n' roll. Daquele rock n' roll que fez com que milhares de bandas nascessem, depois de putos adolescentes ouvirem um disco com uma banana na capa que mudou a história da música popular contemporânea.