Estes artistas portugueses abriram um portal cósmico num parque de estacionamento
Todas as imagens cortesia dos artistas
arte

Estes artistas portugueses abriram um portal cósmico num parque de estacionamento

Projectores de laser constroem uma dinâmica de padrões de luz nas paredes do Silo-Auto, no Porto.
11.5.17

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma Creators.

Projecções laser geométricas com diferentes formas e feitios são exibidas nas paredes do Silo-Auto, no Porto, numa nova instalação artística chamada Epicentro, da autoria do OpenField Creative Lab. O parque de estacionamento, localizado na zona do Bolhão, em pleno centro da cidade Invicta, é, assim, parte integrante da obra.

Já por si, o silo-Auto é um exemplo de arquitectura brutalista, uma corrente muito popular entre os anos 50 e meados dos anos 70. Tornou-se um marco icónico da cidade e o colectivo OpenField Creative Lab quis pegar na sua centralidade e interacção com a própria cidade para "transmitir o pulsar do quotidiano", segundo a descrição que fazem da peça.

Publicidade

Fundado por cinco artistas locais, o OpenField Creative Lab explora as intersecções entre arte e tecnologia, numa tentativa de criar experiências imersivas em vários meios e plataformas. Em Epicentro, o seu mais recente projecto, montaram filas de projectores de laser, para projectarem uma variedade de padrões dinâmicos de luz com os quais o público pode interagir. Além do espectáculo de luz, Epicentro é ainda enriquecida por uma paisagem sonora criada pelos artistas a partir de áudio captado no parque de estacionamento no decurso de três workshops de captação de som.

Vê como tudo ganha vida nas imagens e no vídeo abaixo.

O OpenField Creative Lab já realizou vários trabalhos interactivos e de performance, que podes ver no seu site.