FYI.

This story is over 5 years old.

VICE News

O outro lado do Mundial do Brasil - Parte 2

Festa e conflito de mão dada.
23.6.14

Parecia uma boa ideia escolher o Brasil como país anfitrião do Mundial de 2014 — os adeptos vivem o futebol desde o berço e a selecção do Brasil é, por norma, o principal candidato a ganhar o troféu. Durante os meses que antecederam o evento, o descontentamento social fez-se notar com força em todo o território. O governo brasileiro está a gastar cerca de 10 biliões de euros neste campeonato, o que faz deste o mundial mais caro da história. Como se sabe, estes valores provocaram indignação entre os brasileiros, muitos dos quais acreditam que o governo está corrompido ao ponto de gastar fortunas nos estádios de futebol e na segurança policial, enquanto que a pobreza e as injustiças sociais se mantêm. Este mal-estar crescente resultou, em Junho de 2013, em protestos violentos contra o governo, cuja intensidade foi aumentando à medida que a data do primeiro jogo se aproximava. O governo do Brasil respondeu às manifestações convocando todos os polícias e militares do país para reprimir as massas. Apesar destas medidas, as grandes cidades continuam a assistir a este cenário de conflito, enquanto começam a chegar equipas de outros países para assistir aos jogos. Fomos ao Brasil para ver como o país se preparou para um dos eventos internacionais mais importantes do mundo, enquanto tenta manter o controlo sobre as manifestações que tentam interromper o campeonato. Neste segundo episódio, fomos a uma das favelas do Rio para ver como é que está a correr o programa de pacificação contra as drogas e o crime dirigido pelo exército e a polícia nacionais.