FYI.

This story is over 5 years old.

Μόδα

A tua avó é um guru da moda

Antes roto que nu.
23.12.13

O Natal está a chegar e esta é a altura em que andamos todos à rasca à procura da última prenda. Por outro lado, como se sabe, a crise bateu-nos à portas. A menos que sejas um menino de colégio, é impossível comprar roupa das marcas que estão a bater.  Aparentemente, a solução para uma década pouco interessante em termos de culturais e económicos, passa por te apropriares da cultura de uma época supostamente muito mais fixe. Vivemos na época do vintage e agora parece que os 70 é que eram glamorosos e que os padrões psicadélicos das roupas velhas são sinal de muita classe. Para perceber o porquê dos jovens de hoje estarem viciados numa cultura que não lhes coube em sorte, fui á rua perguntar às pessoas o que elas achavam de roupa vintage em segunda mão.

Publicidade

Matilde, 17 anos.  Diz-me o teu segredo para vestires bem sem gastares muito dinheiro. 
Não sei. Vou a lojas que vendem roupa em segunda mão, a feiras de FLEA ou, quando compro roupa nova, escolho sempre marcas baratas. Descreve-me o teu outfit de hoje. 
Estou a vestir uma camisola branca, com um padrão de rosas; umas calças azuis; um casaco preto; e também calço uns sapatos pretos. Das peças que estás a usar qual é a que gostas mais? 
Da camisola. Porquê? 
Acho que é fora do vulgar. Nunca vi ninguém com uma assim. De que modo a roupa usada tem a ver contigo? 
Não sei bem explicar, mas acho que não a uso por ter a ver comigo. Não sou uma pessoa nostálgica. É apenas por gosto pessoal. Tem mais a ver com isso. Maria, não revela a idade  Como é que escolhes a tua roupa?
Tens de procurar bem nas lojas e, surpreendentemente, em casa. Por exemplo, eu descobri que tinha muita roupa em segunda mão, de familiares mais velhos, comecei a experimentá-la e agora uso-a. Que tens vestido?
Vamos começar a enumerar a partir de  baixo. Primeiro, calço umas botas que são lindas e mesmo antigas; eram da minha irmã e foram a todos os festivais possíveis e imaginários (dá para notar). As meias e a roupa interior… Também foram compradas em segunda mão?
Não, obviamente!. Essas peças de roupa prefiro comprar novas! [Risos] Continuando.
Terceiro, a saia que tenho vestida era da minha mãe. Esta camisola comprei numa loja, mas a camisola de baixo fui eu que a fiz, tinha uma peça lá em casa e cortei-a para ficar assim.  O  casaco que estou a usar era do meu pai. Das peças que estás a usar qual é a que gostas mais? 
As botas. São perfeitas. Já tive imensas aventuras com elas. É difícil explicar.

Porque é que preferes a roupa antiga?
Essencialmente, por questões ambientais. Para quê comprar novo, se podemos usufruir  algo que alguém já não precisa? O que alguém considera lixo pode ser autêntico ouro para nós. Estas botas são o exemplo disso e o casaco, que o meu pai já não usava, também é. Aliás, gosto da sensação de viver no passado. Acho mesmo interessante. Rui Figueiredo, 17 anos

Que método usas quando vais às compras?
Opto por comprar em época de saldos, ou então em lojas de roupas em segunda mão — lojas vintage. Gostas mais de roupa antiga, é isso? 
Gosto de algumas peças antigas, não de todas. Gosto de algumas que se vêem nas lojas de segunda mão, que estão a adquirir um gosto vintage e vendem barato.  Explica-nos o teu outfit.
É um outfit muito simples. Umas calças de ganga, uma camisola, um casaco em segunda mão de boa marca — que ficou muito mais barato do que se fosse comprado novo. Enfim, é um estilo muito básico. Ah, também calço uns sapatos de designer. Qual é a tua paça preferida?
Gosto dos sapatos e do casaco. Os sapatos são de designer e comprei-os nos saldos. Mas na verdade, do que eu gosto mesmo é do casaco vintage. E atéacho interessante que já tenha passado por várias mãos. Inês, 16 anos  Há segredos para vestir bem sem gastar muito dinheiro?
Não acho que me vista mesmo bem, mas tento procurar roupa em lojas mais ou menos baratas, como as de segunda mão. O que trazes vestido?
Estou a calçar umas botas; e uso um vestido da minha mãe, uma camisa, um cachecol e um casaco. Das peças que estás a usar qual é a que gostas mais?
O vestido. É diferente, tem padrões, eu gosto disso.  É fixe, sim. Que tipo de roupa preferes?
Não sei. Gosto de misturar géneros, pois não gosto de ter um só definido. Maria Paz, 15 anos  O que estás a vestir hoje? 
Optei por uma base preta, com calçado da mesma cor; depois vesti dois casacos, um de fecho e outro de ganga para me aquecer. Também vesti um vestido por baixo, com padrões, para dar mais cor.  Que peça, de todas as que trazes vestida, é que não abdicavas?
As botas. Por serem quentes?
Sim, e porque, além de combinarem com quase tudo, são “super” confortáveis e, na minha opinião, giras.  Tens dicas para a malta se vestir por pouco dinheiro? 
É preciso estar a par das feiras de roupa usada. Mas, também, como eu vivi na baixa do Porto, durante algum tempo, fiquei a conhecer várias lojas de roupa usada, onde se arranja roupa mais barata. Depois, é só uma questão de escolher.

Obrigado, vou levar isso em conta.