Publicidade
Tattoos

Estas são as zonas do corpo que mais doem tatuar

Se é a tua primeira tatuagem é melhor evitares o rabo.

Por Kyle MacNeill; Traduzido por Madalena Maltez
14 Fevereiro 2019, 9:44am

Caraças, pá. (Foto por Simon Dack News via Alamy Stock Photo).

Este artigo foi publicado originalmente na VICE UK.

As tatuagens são, como já se sabe, permanentes. Bem, a não ser que compres um monte de autocolantes para descobrires como é viver com a cara do Post Malone durante um dia, ou tentes tu mesmo fazer no teu próprio calcanhar o símbolo do teu signo a tinta da china, mas tens tão pouco jeito que a coisa desaparece ao fim de duas semanas.

O outro problema com as tatuagens é que doem. Não insuportavelmente, senão não haveria milhões e milhões de pessoas a fazê-las. Mas, uma máquina de tatuagens fura-te a pele entre 50 a 3.000 vezes por minuto, sendo que cada centímetro de pele contém mais de 150 nervos e a agulha tem que perfurar a derme. Por isso, ya. Não é propriamente uma massagem.

No entanto, qual é a zona mais dolorosa para fazer uma tatuagem? Dividi o corpo em quatro secções e falei com dois tatuadores para saber o que acham.

CABEÇA E PESCOÇO

Keely Rutherford Tattoo Artist
Imagem cortesia Keely Rutherford

Com base no que aprendi a cair de cabeça em puto, imagino que fazer uma tatuagem também tem que doer. Poppy Segger, uma tatuadora de 23 anos que apareceu em A Tattoo to Change Your Life, da BBC3 explica-me melhor: "As que fiz no pescoço, quer na parte da frente como na de trás, doeram à séria, uma dor afiada e quente". E acrescenta: "Na cabeça não tanto - é menos sensível. Mas, também, as tatuagens que fiz foi na cara e são pequenas, o que torna a coisa mais fácil de aguentar".

Por outro lado, Keely Rutherford, uma tatuadora de 35 anos, jura que no cimo da cabeça dói muito. "Não tenho muita experiência a tatuar cabeças, mas, segundo amigos meus que têm a deles tatuada, o cimo custa muito - os lados um bocadinho menos".

Ambas concordam numa coisa: a parte mais baixa do pescoço, que foi "bastante dolorosa" para Rutherford e "horrível" para Segger.

TRONCO

Keely Rutherford Tattooing
Imagem cortesia Keely Rutherford

Se a tua tolerância à dor não é muito alta, convém adiares esse castelo que queres fazer no peito. tanto Segger como Rutherford dizem que o peito dói p'a caraças. "Foi horrível. Acho que a maioria das pessoas concorda. Sentia que me estavam a abrir o esterno ao meio", diz Rutherford. Tentador.

Segger revela também que, "no geral, qualquer coisa no tronco, quer seja atrás ou à frente, dói. O meu tronco está quase todo coberto e diria que o que mais doeu foi por dentro do umbigo e nas costas".

A tatuadora salienta ainda que algumas zonas são mais dolorosas para as mulheres. "Tenho várias tatuagens no peito e, para as mulheres, tudo o que é perto dos seios pode ser bastante custoso. Acho que, genericamente, os homens que tatuo costumam aguentar melhor a dor do peito".

BRAÇOS

Poppy Segger Tatto Artist
Imagem cortesia Poppy Segger

Os braços, aparentemente, são a zona mais na boa para tatuares. "Os braços são mais tranquilos, tirando a parte de dentro do bícepe e no cotovelo, o resto é tranquilo", diz Rutherford. Segger concorda: "Os braços, no geral, são um bom sítio por onde começar a fazer tatuagens, é uma zona comum para quem está a fazer a primeira". Já as axilas, podem doer. "Perto e dentro das axilas pode arder bastante", explica Segger, enquanto Rutherford realça que "a axila é na boa, é o anel à volta que custa".

Pelo menos para Segger, o pulso foi um pesadelo. "Tenho a dizer que, pessoalmente, a tatuagem que mais me doeu foi nos pulsos - e jtenho os dois braços totalmente preenchidos". Não é uma queixa comum, mas para mim foi como se me estivessem a cortar as mãos pela articulação. Doentio!".

PARTE INFERIOR DO CORPO

Poppy Segger Tatto Artist
Imagem cortesia Poppy Segger

Enquanto os homens têm sorte na zona do peito, Segger diz que não são tão afortunados nas pernas: "A maioria das mulheres sofrem menos que os homens quando são tatuadas nas pernas - a forma das pernas é diferente". Há, no entanto, uma zona em que todos sofremos por igual.

"As bochechas do rabo enganam," avisa Segger. E justifica: "Muita gente pensa 'ah isto não vai ser assim tão mau, tem muita carne!'. Mas, enganam-se, a verdade é que é uma área sensível e fica dorida, especialmente na dobra entre a nádega e a perna".

Ou, como disse Rutherford quando lhe perguntei qual era a zona mais dolorosa: "O rabo! Caraças. Não consegues parar de apertá-lo, nunca tens o músculo relaxado".

O QUE É QUE ISTO TUDO SIGNIFICA

Em jeito de conclusão, qualquer sítio tem o potencial de doer. Depende do tipo de pele, do tipo de corpo e de muitas outras variáveis que podem afectar como te sentes ou como reages. "Todas as pessoas são diferentes no que toca à dor", salienta Segger. E conclui: "A tolerância varia de pessoa para pessoa. Em termos gerais, até o sexo e a idade podem ser um factor".


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Tagged:
Tattooing
Sociedade
tatuadores
dor
Destaques
Corpo
tatuador
Keely Rutherford
Poppy Segger
tatuagens dolorosas
tatuagens no corpo