FYI.

This story is over 5 years old.

“Lo and Behold!”: Um Take Alternativo Exclusivo das ‘The Basement Tapes’ de Bob Dylan

O 'The Basement Tapes' de 1975 fica no chinelo com esse novo bootleg do Bob Dylan, com mais de 100 faixas em um conjunto de seis discos, mostrando um Dylan improvisando muito solto.

Foto: Elliott Landy

Quanto mais o tempo passa desde as gravações de Bob Dylan em 1967, mais lendárias elas ficam. Como diz a história, na esteira do sucesso tremendo que foi Highway 61 Revisited e Blonde on Blonde, Dylan sofreu um acidente sério de moto e sua recuperação aconteceu em Nova York. Enquanto estava isolado lá, Dylan e um grupo de cinco músicos conhecido como The Hawks (que futuramente se chamaria The Band) se enfurnaram em um porão de uma pequena casa em West Saugerties, um lugar que eles chamaram de Big Pink. No decorrer dos meses, o grupo gravou mais de cem faixas – algumas das quais se tornariam músicas clássicas de Dylan e outras jams de puro improviso.

Publicidade

Eventualmente, partes destas gravações começaram a despontar de levinho para o mundo. Em 1969, um disco não oficial e misterioso continha algumas destas faixas, Great White Wonder, começou a aparecer em lojas de discos por aí, dando luz ao fenômeno da indústria musical conhecido como bootleg. Mais tarde, em 1975, a Columbia Records lançou o LP The Basement Tapes, com apenas 16 faixas daquela sessão. Se você achou que aquilo havia sido o bastante para acalmar os fãs de Dylan, então, bicho, você não conhece os fãs do cara. Há quase 50 anos, estas gravações são uma das mais ardilosas e desejadas relíquias do legado de Dylan, ganhando até uma capa em uma edição de 1968 da Rolling Stone sobre elas, adicionando ainda mais mística à toda a história e aumentando o interesse dos fãs. Por que, sério: o que diabos tinha mesmo naquelas fitas, hein?

Agora, após todos estes anos, a Columbia Records e a Legacy Recordings estão preparando o lançamento de The Basement Tapes Complete: The Bootleg Series Vol. 11, um conjunto de seis discos com mais de 100 faixas meticulosamente resgatadas das gravações em ordem cronológica. Abaixo, temos uma versão alternativa de “Lo and Behold!” em que um Dylan de 26 anos se solta. Ou seja, antes da música atingir os dois minutos, ele começa a rir descontroladamente. É um belo lembrete que até mesmo lendas como Dylan também são gente como a gente. Meta essa galera em um porão em uma área afastada com nada além de tempo livre, equipamentos para gravar, e talvez uns analgésicos para aqueles ferimentos do acidente com a moto, e bem, em algum momento dentre os picos de genialidade, deve sobrar tempo para umas risadas.

Escute a esta versão alternativa de “Lo and Behold!” abaixo. The Basement Tapes Complete: The Bootleg Series Vol. 11 será lançado no dia 4 de novembro. Além disso, uma edição condensada, com destaques, The Basement Tapes Raw: The Bootleg Series Vol. 11, também será lançada no formato de LP triplo. Pré-venda aqui.

Tradução: Thiago “Índio” Silva