Entrevista

10 perguntas que você sempre quis fazer a um multimilionário

“Só faço amizade com outras pessoas ricas.”
6.10.17
Fotos cortesia Christian Jagodzinski.

Esta matéria foi originalmente publicada na VICE Alemanha .

Christian Jagodzinski não pode me dizer exatamente quanto dinheiro ele tem, mas acha que por volta de US$55 milhões. Ele é, colocando em termos econômicos, podre de rico. Christian se tornou um milionário quando tinha 29 anos, ao vender sua loja de livros online para a Amazon. Hoje, seu império inclui várias propriedades e sua principal atividade é alugar vilas para gente rica.

Só a casa de Christian em Miami vale cerca de US$25 milhões. Ela tem uma jacuzzi no terraço, casa de hóspedes, casa da piscina e um cinema com um display de luzes que mostra o céu noturno no teto. Quando o alemão de 48 anos quer tirar férias, ele pega um jatinho particular para Mykonos, e quando ele e seus amigos querem cair na balada, ele gasta US$10 mil sem nem piscar — principalmente em champanhe.

Falei com Christian para saber se a vida é realmente mais incrível quando você é extremamente rico. Para além da óbvia comprovação, ele me contou por que todos os seus amigos também são ricos, e quanto mais ele gostaria de ter e por que ele acha que algumas pessoas nunca vão ser tão ricas quanto ele.

Publicidade

VICE: Como ter tanto dinheiro afeta sua personalidade?
Christian Jagodzinski: Tento não deixar minha riqueza me corromper. Isso afeta as pessoas. Por exemplo, muitos homens ricos não cuidam da saúde e do peso – eles acham que não importa ter um pouco de barriga, porque as mulheres vão se interessar por eles de qualquer forma. Pode ser verdade, mesmo assim tento manter a forma.

E você tem que estar sempre consciente de pessoas que só estão interessadas no seu dinheiro e não em você como pessoa. Sei que isso vai soar ruim, mas o dinheiro mudou a forma como arranjo minha vida social — só faço amizade com outros ricos.

Christian Jagodzinsk num barco com uma garrafa de champanhe.

Você está dizendo que mulheres flertam com você só porque você é rico?
Sou um cara casado muito feliz com dois filhos, então não saio mais tanto. Mas muitos amigos casaram com pessoas que só estavam procurando um jeito de ficar ricas rápido, sim. Honestamente, muitos desses amigos sabiam que era esse o caso antes de casar, só não se importaram — eles gostavam da atenção.

Você não acha isso triste?
Quer dizer, eu nunca entraria num relacionamento assim, mas sou um cara atraente — alguns dos meus amigos não são. Conheço um cara que tem que mencionar que vale centenas de milhões de dólares cinco minutos depois de conhecer uma mulher.

Você já esteve num relacionamento com alguém mais rico que você?
Não. Até porque é difícil achar alguém que seja [mais rico], tem só umas 200 mil pessoas realmente ricas no mundo, e quase todas são homens e bem mais velhos que eu. Aos 48 anos, sou bem jovem para um milionário.

Publicidade

Você tem inveja de pessoas mais ricas que você?
Não exatamente, porque não preciso de mais dinheiro. Claro, seu eu tivesse 100 milhões em vez de 50 milhões eu poderia comprar um iate e um jatinho particular, em vez de alugar. Mas não sei se isso me faria mais feliz. Cheguei à conclusão de que se você tem mais de 30 milhões, você não precisa de mais dinheiro.

Você tem medo de perder sua fortuna?
Seria um desafio perder todo meu dinheiro. Acho que eu só perderia tudo através de investimentos muito ruins, não com meu estilo de vida. Em 2008, durante a crise imobiliária, minhas posses caíram de 50 milhões para 40 milhões. Isso não afetou meu dia a dia, mas me incomodou — senti que não estava fazendo meu trabalho direito.

Você já subornou alguém?
Não, e mesmo se eu quisesse, moro nos EUA e isso não funciona assim aqui. E não há necessidade também — posso contratar um bom advogado e conseguir o que quero por meios legais. Mas quando quero uma mesa num restaurante e está tudo lotado, posso passar uns 100 ou 200 dólares por baixo dos panos.

Você paga seus impostos?
Sim. Os EUA é um lugar muito excitante da perspectiva de impostos, especialmente para investidores imobiliários. Saí da Alemanha porque tinha que pagar impostos sobre mais de 50% da minha renda. Se você vai tirar mais da metade dos meus ganhos, eu me mudo.

As autoridades alemãs têm essa estranha mentalidade de Robin Hood — eles acham que podem simplesmente tirar dinheiro dos ricos e dar aos pobres. Honestamente, só alguém sem dinheiro pensaria em algo assim. Acho que quando alguém rico está pagando 30% em impostos, isso prejudica tanto quanto alguém com pouco dinheiro pagando 30%.

Por que você acha que nem todo mundo é rico como você?
Acho que a maioria das pessoas não é determinada o suficiente. Elas querem mais dinheiro com o menor esforço possível. Não é assim que funciona. Quando está tentando construir um negócio, você tem que se comprometer totalmente — visualizar o pote de ouro no final do arco-íris deve ser toda a motivação que você precisa. Quando eu tinha 20 anos, eu disse a mim mesmo que queria estar ganhando pelo menos um milhão por ano quando tivesse 30, então organizei minha vida pra alcançar isso.

Quando passa por uma pessoa em situação de rua, quanto dinheiro você dá?

Essa é uma pergunta difícil. Se eu der US$20, acho que ele pode gastar numa garrafa de uísque, e que bem isso faria? Uma vez dei emprego para um mendigo de Miami, ele trabalha para mim até hoje. Acho que isso é muito melhor do que dar dinheiro, mesmo se você der o suficiente para ele viver um mês.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.