Publicidade
Noisey

Exclusivo! Johnny Cabbage a caminho do seu próprio futuro

"Turtle" é o single de estreia do músico leiriense, com aquele que é o seu projecto mais genuíno e pessoal.

Por Sérgio Felizardo
01 Julho 2019, 10:55am

Como é que se encontra a própria voz por entre a imensidão de música, de estilos, géneros, sub-géneros, tendências, derivações e afins em que vivemos hoje? Como é que se encontra a própria voz depois de anos a tocar em bandas, a interpretar músicas de outros músicos, a produzir canções alheias? Johnny Cabbage pode ainda não ter a resposta definitiva para estas perguntas, mas está, definitivamente, à procura.

Nascido em Leiria, em 1997, aos 12 anos João Repolho começou a estudar guitarra clássica no Conservatório de Música e Artes - Orfeão. Nunca mais parou. Hoje sediado em Lisboa, depois de se ter licenciado em Tecnologias da Música, foi na mesa de produção e como guitarrista de sessão ou de estrada - com bandas como Barry White Gone Wrong, Cateto - que Repolho foi ganhando a tarimba para dar o salto e chegar aqui, a "Turtle", a Johnny Cabbage. Não é a primeira vez que o leiriense se aventura a solo, mas, garante o próprio, "este é o projecto mais genuíno de que alguma vez fiz parte e aquele em que mais me identifico com a música que estou a fazer, não só enquanto guitarrista ou produtor, mas como músico no geral".

Canção construída sobre camadas instrumentais densas e meio fantasmagóricas, "Turtle" antecipa um EP que deverá chegar no Outono e mostra um músico a atirar-se de cabeça para o seu próprio futuro. Uma espécie de coming of age, tanto a nível lírico como musical, num tema carregado de emoção, de teclados à la Faith No More e uma estrutura pop q.b., que garante aquele equilíbrio entre o experimentalismo e a canção clássica.

Johnny Cabbage pode ainda estar a dar os primeiros passos, devagar, mas com firmeza, pode ainda estar à procura das respostas para as tais perguntas, mas uma coisa é certa: o caminho que quer percorrer, esse, já está encontrado.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.