Sexta à Noite no Campo de Petróleo Bakken
Rose Darrell, a roustabout in the Bakken Oilfield, enjoys her Friday night in Williston, ND

FYI.

This story is over 5 years old.

Viagem

Sexta à Noite no Campo de Petróleo Bakken

Esta semana, nosso editor fotográfico Matthew Leifheit foi a Williston, Dakota do Norte, para ver como os trabalhadores da indústria petroleira local relaxam.
20 February 2015, 5:26pm

Rose Darrell, funcionária de perfuração da Bakken Oilfield, curte sua noite de sexta em Williston, Dakota do Norte.

Nas noites de sexta-feira, todo mundo sai do escritório e vai encher o bucho de batata frita e goró vagabundo para afogar as mágoas da semana de trabalho. Isso rende muitos momentos dignos de foto; então, decidimos mandar nossos fotógrafos às cidades mais incríveis do planeta para capturar essas noites enquanto elas se desenrolam.

Nesta semana, nosso editor fotográfico Matthew Leifheit foi a Williston, Dakota do Norte, para ver como os trabalhadores da indústria petroleira local relaxam.

"Depois que o sol se põe, a cidade parece vazia e assustadora. Um morador me disse que há poucos lugares para o pessoal se divertir em Williston, já que os dois clubes de striptease da cidade foram fechados recentemente. Um desses lugares é o Walmart. Outro é um bar familiar chamado J Dubs, onde um cover do Johnny Cash toca às vezes. Tem também o DK's Lounge, onde é proibido entrar com câmeras depois da má publicidade de uma matéria da mídia local sobre o aumento da prostituição na área. Por último, temos alguns bares na Main Street, como o Bob'd Back 40, que ficam abertos até tarde. Em todos esses lugares, você vai encontrar poucas mulheres. 'Enchemos a cara e pensamos em como Williston costumava ser; depois, vamos para casa e sonhamos em como ela poderia ser', me falou um cara no bar depois de pedir a saideira."

Visão aérea da paisagem que cerca Williston, Dakota do Norte.

O Johnny Cash das Dakotas: Merle Travis Peterson, vocalista do The Cold Hard Cash Show.

Siga o Matthew Leifheit no Twitter e no Instagram.

Tradução: Marina Schnoor