FYI.

This story is over 5 years old.

Noticias

Com abordagem truculenta e soco no nariz, GCM detém quatro grafiteiros em Mogi das Cruzes

O motivo? Um muro cinza.
13.6.16

Imagem: Reprodução/ Vídeo do YouTube

Na tarde do último domingo (12), quatro grafiteiros foram detidos pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) após um campeonato de skate que aconteceu na Mogi Skate Park, pista pública da cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo. Conforme mostram os vídeos, durante abordagem, os guardas algemaram o grafiteiro João Ricardo Vieira Santos, 33, conhecido como Jaum (de blusa de moletom preta), que desmaiou após ser sufocado e ter respirado spray de pimenta. Segundo relatos, ele foi arrastado desacordado até a ambulância do SAMU. Outro agente da GCM proferiu um soco no grafiteiro identificado até então como Samuel, que estava algemado no chão. Ele teve o nariz quebrado. Outros dois grafiteiros, Markus e Igor, também foram detidos.

De acordo com a prefeitura de Mogi, eles foram convidados para grafitar um muro atrás da arquibancada da pista de skate. Porém, quando resolveram grafitar outro muro, sem autorização, foram interpelados pela GCM. Os quatro grafiteiros em questão permanecem detidos.

Por telefone, Walkiria Chavedar, companheira de Jaum, explicou que ele estava assistindo ao campeonato quando viu dois amigos grafitando o muro particular. Quando a GCM os abordou, Jaum e Samuel (que aparece algemado ao chão, de moletom cinza) tentaram conversar com os guardas. "Vários vídeos mostram que meu marido estava com a mão pra cima falando 'Calma, gente. Calma'", relata Walkiria.

Jaum e Markus foram encaminhados para um hospital público da região, onde permaneceram até as 23h. Depois, foram para o 1º Distrito Policial, onde Markus e Igor se encontravam. Todos foram conduzidos para a carceragem, indiciados por desacato, resistência à prisão, danos, desobediência e porte de drogas. "Meu marido foi levado desacordado até a ambulância. Como ele resistiu à prisão?", indaga Walkiria. "Um dos meninos estava com um cigarro de maconha e eles [policiais] colocaram porte de drogas para os quatro", afirma.

Segundo a prefeitura, os guardas foram insultados e tiveram uma de suas viaturas quebradas, além de uma chave de moto ter sido "subtraída pelos participantes do movimento".

Os advogados dos grafiteiros estão trabalhando para que eles sejam atendidos por um juiz. "No caso de prisão em flagrante, eles têm de ser atendidos pelo juiz em, no máximo, 24 horas. E isso não está acontecendo", pontua Walkiria. Ela afirma que parentes e amigos estão indignados. "Estamos tristes. São pessoas de bem que estão passando por esse constrangimento de graça."

Walkiria cita que Jaum costuma fazer trabalho voluntário e palestrar em escolas públicas para falar sobre arte. Inclusive, um de seus projetos infantis ganhou repercussão. "Ele tem uma personagem chamada Lalala Dog, baseada numa cachorrinha de estimação que tivemos. Pegou no gosto da criançada em Mogi."

**Siga a *VICE Brasil* no_ Facebook, Twitter e Instagram_.**