literatura

Descobre o livro favorito em cada país através deste mapa

Navega no mundo da literatura, através dos livros que mais impacto têm na população de cada país do Planeta. Portugal, leva as cores de... Saramago.
17.4.17
mapa de livros

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma Creators México.

Um bem-intencionado mapa ilustra o Mundo com as capas dos livros mais populares no seu país de origem. Uma criação do utilizador do Reddit Backforward24 , que, literalmente, pretende colocar a literatura no mapa. Entre as obras podemos encontrar, por exemplo, To Kill a Mockingbird, nos Estados Unidos, Pedro Páramo, no México, O Estrangeiro, de Albert Camus, na Algéria.

Publicidade

[Em Portugal, a capa de Baltasar and Blimunda pinta o território. E o que raio é Baltasar and Blimunda? Memorial do Convento, de José Saramago, "obviamente", como é que não sabias uma coisa destas?]

Tanto académicos, como muitos outros utilizadores do Reddit parecem ter gostado do projecto e têm fornecido várias sugestões e correcções ao autor. Como em qualquer outra recomendação, mapa ou lista, temos de perceber que é necessário estabelecer um critério em primeiro lugar e isso não é tarefa fácil quando o objectivo passa por compilar uma lista que faça justiça a toda a tradição literária de um país, através uma única obra.

Abaixo reunimos três títulos por região do globo, para teres uma ideia do quão arrojada é a tarefa. Aqui podes ver a lista completa e, claro, acrescentares o que entenderes necessário para a melhorar. E, já agora, aproveita para descobrir coisas que ainda não leste e nem fazias ideia que existiam. Se quiseres ver uma versão maior do mapa, carrega aqui.

América do Norte e Central: Pedro Páramo, de Juan Rulfo (México), To Kill a Mocking Bird, de Harper Lee (EUA), Anne of Green Gables, de Lucy Maud Montgomery (Canadá).

América do Sul: Ficções, de Jorge Luis Borges (Argentina), A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende (Chile), Lituma nos Andes, de Mario Vargas Llosa (Peru).

Europa Ocidental: Don Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes Saavedra (Espanha), O Conde de Montecristo, de Alexandre Dumas (França), Memorial do Convento, de José Saramago (Portugal).

Publicidade

Europa de Leste: Guerra e Paz, de Leo Tolstoy (Rússia), Pan Tadeusz, de Adam Mickiewicz (Polónia), Eclipse of the Crescent Moon, de Géza Gárdonyi (Hungria).

África: O Estrangeiro, de Albert Camus (Algéria), The Antipeople, de Sony Labou Tansi (Congo), Desgraça, de JM Coetzee (África do Sul).

Ásia: My Name is Red, de Orhan Pamuk (Turquia), Dream in Red Pavilion, de Cao Xueqin (China), Kokoro, de Natsume Sōseki (Japan).

Oceânia: Cloudstreet, de Tim Winton (Austrália), The Bone People, de Keri Hulme (Nova Zelândia), Death of a Muruk, de Bernard Narokobi (Papua Nova Guiné).


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.