Esta super fã dos Smiths faz bolos com a cara de Morrissey
Comida

Esta super fã dos Smiths faz bolos com a cara de Morrissey

Vivian Guerrero, a rapariga que já viu mais de 150 concertos de Moz em várias partes do Mundo e que expandiu através da pastelaria a sua forma de louvar a grandiosidade do cantor.
7.6.16

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma MUNCHIES.

"Girlfriend in a Coma" é, provavelmente, a melhor canção dos Smiths para acompanhar as festividades a que assisti recentemente. Um coma induzido pelo consumo de bolos.

Apresento-vos Vivian Guerrero, a rapariga que já viu mais de 150 concertos de Morrissey em várias partes do Mundo e que agora acaba de alargar ainda mais a sua forma de louvar a grandiosidade de Moz: começou a criar bolos com a cara do cantor - incluindo o seu peito peludo trabalhado em chocolate, claro.

Publicidade

Cupcakes, bolos de aniversário e até a ocasional peça de pan dulce, se lhe pedires com jeitinho.

Como forma de celebrar o dia em que Morrissey completou a provecta idade de 57 anos [22 de Maio], Vivian fez um fabuloso bolo de três camadas em sua honra. A obra foi apreciada por cerca de 800 outros adoradores de Moz, que marcaram presença na festa "Morrissey Night", da Part Time Punks. Um evento que ocorre de dois em dois meses, no Echoplex, e onde os fãs de Morrissey de Los Angeles se juntam para chorar, dançar e cantar as suas músicas.

Falámos com Vivian Guerrero ao telefone no dia a seguir à festa (no pós trip de açúcar, portanto), para percebermos de onde surgiu a ideia de misturar o seu amor por Morrissey com a pastelaria - e porque é que, apesar de Morrissey proclamar aos sete ventos que carne é homicídio ["Meat is Murder"], ela decidiu que seria melhor que o seu bolo de aniversário não fosse vegan.

MUNCHIES: Como é que te sentes hoje?

Vivian Guerrero: Sinto-me muito melhor, depois deste projecto tão intenso ter terminado. Passei mais de 100 horas a fazer este bolo. A parte mais complicada foi conseguir que a cara de Morrissey ficasse exactamente igual.

Numa escala de um a 10, como é que classificarias enquanto fã de Morrisey?

Oh, meu Deus! Um oito? Ainda ando à volta dos 150 concertos. Há por aí gente que é fã bem mais hardcore que eu.

Bolos e Morrissey—como é que fizeste esta ligação?

Desde muito pequena que sou obcecada por comida e sempre tive talento para a arte. Um dia, lembrei-me, simplesmente, de unir estas duas vertentes via bolos. O que me inspira são as coisas que eu amo. E para mim isso significa Morrissey.

Publicidade

Qual é o teu repertório de bolos Moz?

Durante o dia trabalho num escritório, mas nos tempos livres faço, habitualmente, cupcakes com o tema Morrissey para muitos amigos. Black Velvet com cobertura negra é a variedade mais comum. São inspirados na música "Unloveable", cuja letra diz: "I wear black on the outside 'cause black is how I feel on the inside." Também ando a experimentar fazer madalenas e pan dulce.

O que é que inspirou cada uma das camadas deste bolo de aniversário?

A camada da base foi composta por retratos comestíveis e pela silhueta clássica de Morrissey, já que muitos dos fãs conseguem identificá-lo apenas pela sombra. A segunda camada foi inspirada no Salford's Lads club, que é um destino de autênticas peregrinações para a maioria dos fãs de Morrissey. É o local onde ele conheceu os outros membros dos The Smiths [Nota do Editor: Morrissey conheceu o guitarrista Johnny Marr num concerto da Patti Smith, no Manchester Apollo, em 1978. Marr, por sua vez, conhecia o baixista, Andy Rourke, da escola e o baterista, Mike Joyce, foi recrutado através de uma audição). A terceira camada tinha tudo a ver com gladíolos. Durante muitos anos, Morrissey atirava estas flores para o público nos concertos. Mesmo no topo tinha uma figura de Morrissey em chocolate, que eu mesma esculpi.

[body_image src='https://vice-images.vice.com/images/content-images-crops/2016/06/06/esta-super-fa-dos-smiths-faz-bolos-com-a-cara-de-morrissey-body-image-1465250120-size_1000.jpg?resize=1000:*&output-quality=75' ]

Publicidade

Qual era o sabor do bolo?

Chocolate e baunilha, com uma cobertura de vagem de baunilha. Não me conseguia decidir, por isso achei que devia combinar o melhor dos dois mundos. Queria agradar a todos.

Era vegan?

Não era e vou ser crucificada por causa disso. Sei bem que vou. As pessoas já me andam a perguntar, "Como é que pudeste fazer um bolo do Morrissey sem ser vegan?". A resposta é que nos testes que fiz, o bolo vegan não se segurava. Desfazia-se todo. Fiz vários testes e aconteceu o mesmo a todos. não resultou. Para além disso, ele agora é vegan, mas durante muitos anos foi vegetariano. Na festa houve um rapaz que quebrou a sua dieta vegan só para o poder comer.

Quantos bolos temáticos de Morrissey deste género já criaste?

Já perdi a conta, mas certamente mais de 30.

Se Morrissey estiver a ler isto, o que é que gostavas de lhe dizer?

Há uma letra tua para cada acontecimento da vida de alguém, desde o momento mais mundano, ao mais eufórico. Inspiras-me todos os dias.

Tens algum plano de futuro para aplicares este teu dom?

Gostava de encontrar uma equipa de gente com quem trabalhar. Nem que fosse a estagiar. Estou um bocado cansada de fazer isto sozinha.

Obrigado por falares comigo.