Obituario

Uma DM para Nara Almeida

Um adeus à influencer digital e modelo que lutava contra o câncer e relatava sua batalha nas redes sociais.
Foto via Instagram.

Receber a notícia de que alguém morreu é, inevitavelmente, devastador. Ainda mais se essa pessoa é jovem, com idade próxima a sua, independente dos méritos ou reveses obtidos nessa vida. A modelo e digital influencer maranhense Nara Almeida morreu na madrugada desta segunda (21), no Hospital Nove de Julho, em São Paulo.

Ainda que tenhamos vivido condições diferentes, me identifiquei com a história de Nara. Em decorrência ao agravamento da minha anemia falciforme, passei metade da infância no hospital e hoje vivo como se nem anemia tivesse. Já Nara, no despertar da juventude, descobriu ter câncer no estômago e resolveu enfrentar a doença relatando sua jornada através das redes sociais.

Publicidade

Por um momento, na onda de julgamento, me incomodei com a superexposição sobre o lance de hospital, dietas, diagnóstico e tal. Aparentemente apontei como uma possível "romantização da doença". Porém, logo afastei esse pensamento egoísta e reverti para compreensão. Me questionei: "E se fosse comigo?" Eu também postaria tudo e faria dessa curta jornada a melhor possível e mostraria a quem estivesse curioso em saber, que cada dia de vida foi uma vitória.

Nara Almeida fez. Há menos de um ano, a modelo começou sua batalha contra um raro câncer e não resistiu.

A influencer seguiu sua vida entre medicamentos e selfies e não deixou se abalar nem no último instante. Se eu tivesse mais contato, só diria um simples e sincero "Valeu e vá em paz". Sua timeline será eternizada como um exemplo de que sempre vale a pena lutar pelas pequenas conquistas, pela vida e que nossa breve passagem aqui deve ser, no mínimo, a melhor estadia possível. Descanse em paz, @almeidanara.

Siga o Bruno Costa no Twitter.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.