O OnlyFans vai cortar o bônus de indicação porque muita gente está se inscrevendo no serviço

O serviço de conteúdo adulto amador anunciou que a partir de 1º de maio, ganhos por indicação só vão durar um ano – uma mudança que vai impactar seriamente a renda dos criadores.
05 May 2020, 12:36pm
camgirl laptop
Foto por Andrea Piacquadio via Pexels.

Olhando de fora, parece que o site adulto de modelos OnlyFans se tornou um nome muito conhecido e uma fonte de renda importante para muita gente da noite pro dia. Com centenas de milhares de pessoas encarando o desemprego durante a pandemia de coronavírus, a plataforma relatou um aumento de mais de 75% em novas inscrições mês passado, e disse a Forbes que está ganhando cerca de 150 mil usuários a cada 24 horas.

Mas como a maioria das plataformas online, adultas ou não, a realidade é que o sucesso do OnlyFans sempre foi um resultado de esforços de trabalhadores sexuais. Até recentemente, seu programa de indicações recompensava os usuários por trazer novos criadores de conteúdo através de contas de indicação vitalícias. O OnlyFans pagava uma comissão para quem fizesse a indicação igual a 5% da renda do novo criador (esses 5% vêm da parte do OnlyFans, significando que a comissão não sai dos lucros do novo criador). Esse é um sistema de benefício exponencial para modelos, mas especialmente para a plataforma, que tira 20% dos lucros dos criadores.

Num e-mail enviado para os criadores semana passada, o OnlyFans anunciou que a partir de 1º de maio, os pagamentos por indicações seriam limitados para um ano depois da entrada dos novos criadores, em vez de por toda a duração da conta. Isso, segundo muitos criadores, é um golpe sério para sua renda.

“O sistema de indicação é a única razão para o OnlyFans ter se tornado um nome tão conhecido e, sem ele, não haveria um OnlyFans”, me disse o criador de conteúdo adulto Arron Lowe. “Só indico o site por causa dos 5% vitalícios.” Lowe começou uma petição para tentar convencer o OnlyFans a reverter a mudança, que teve 361 assinaturas em apenas alguns dias.

Sob o novo sistema, segundo o OnlyFans, indicar um criador só vai render 5% da renda desse criador pelo primeiro ano.

Contas que indicaram o site para pessoas antes de 1º de maio terão mais um ano para receber a comissão das indicações. Depois desse ponto, essas comissões também vão parar.

No e-mail, compartilhado no Twitter por vários criadores do OnlyFans, a empresa atribuiu a mudança ao crescimento de inscrições durante a pandemia.



“Tomamos a importante decisão de investir em ainda mais recursos para nossa infraestrutura, nossa tecnologia e nossas equipes de suporte, para podermos continuar crescendo como a maior plataforma para criadores ganharem dinheiro”, o OnlyFans dizia no e-mail.

A Motherboard entrou em contato com o OnlyFans pedindo comentários sobre as mudanças nas comissões por indicação, e vai atualizar esta matéria quando tiver resposta.

Quando o OnlyFans foi lançado em 2016, o empresário de Lowe – que também indicou a plataforma para vários outros modelos – disse que ele poderia ganhar uma renda extra através das indicações. “Era um grande incentivo”, disse Lowe. Ele fazia $50 mil de apenas um indicado, mas com os novos termos de serviço, ele disse que sua renda vai perder milhares de dólares por mês.

Muitos empresários e criadores usam os bônus de indicação para financiar seus próprios pequenos negócios, disse Lowe: cortejando novos criadores e investindo neles para que suas carreiras continuem, organizando sessões de fotos profissionais, contratando pessoas para gerenciar seu conteúdo, pagando por viagens e hotéis, e promovendo seus perfis no OnlyFans. Sem um incentivo vitalício, isso vai acabar.

“Estão sempre tentando se aproveitar dos trabalhadores sexuais, e isso tem que parar.”

O canal no YouTube da criadora do OnlyFans Ally Hardesty tem conselhos e dicas para pessoas tentando entrar no negócio dos modelos adultos, e dedicou um de seus vídeos, “Como ganhar dinheiro rápido no OnlyFans”, ao programa de indicações. O vídeo teve mais de 42 mil visualizações desde 1º de março.

“É perturbador que o OnlyFans tenha escolhido fazer essa mudança no meio de uma pandemia, e prejudicar as mesmas pessoas que são a fundação de seu crescimento e sucesso”, me disse Hardesty. “Acredito que isso vai desmotivar os modelos a construir seus negócios com base em ajudar outros, e assim ninguém mais vai indicar novas pessoas.”

Você conhece os sistemas internos das operações do OnlyFans, MyFreeCams e outras plataformas adultas? Entre em contato com Samantha Cole com segurança pelo Signal em +6469261726, DM no Twitter ou pelo e-mail samantha.cole@vice.com

Fica claro pela declaração de marketing do OnlyFans no próprio site que o programa de indicações está sendo usado exatamente como a companhia pretendia, como um jeito de quase qualquer pessoa ganhar dinheiro rápido – na página “como funciona” do site, a plataforma encoraja webmasters, influenciadores das redes sociais e empreendedores a tirar vantagem do programa. “Entre gratuitamente, poste seu link de indicação para seus seguidores, depois é só sentar, relaxar e ver sua renda crescer!”, diz o site.

Hardesty disse que espera que a petição de Lowe convença o OnlyFans a repensar a decisão de cortar as indicações e honrar seu acordo original com os criadores.

“Estão sempre tentando se aproveitar dos trabalhadores sexuais, e isso tem que parar”, disse Lowe. “Eles merecem ser tratados de maneira justa, como todo mundo. Muitos criadores já estão procurando outros sites de fãs, e se não tiverem a confirmação de que o programa de indicações continuará, milhares de criadores provavelmente vão sair do OnlyFans e seus fãs vão segui-los.”

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.