Um guia simplificado para montar seu próprio equipamento e ‘farmar’ Ethereum
Motherboard

Um guia simplificado para montar seu próprio equipamento e ‘farmar’ Ethereum

É hora de ganhar umas criptomoedas.
14.6.17

Em março, o preço da criptomoeda Ether subiu para inéditos US$25. Era uma boa nova para investidores de Ethereum – plataforma de computação distribuída com base em blockchain que usa Ether como moeda – que viram o preço estagnar abaixo dos US$10 desde seu lançamento em julho de 2015.

Tal notícia teve efeito profundo na rede, já que pela primeira vez o processo de minerar Ether havia se tornado lucrativo. Há tempos eu vinha pensando em montar uma máquina para minerar Ethereum e a alta de maio pareceu ser uma boa hora para dar início ao processo. Assim sendo, vendi um pouco do Ether que tinha, comprei umas peças e me meti a aprender como montar PCs e a famigerada arte do Linux.

Mas antes de mergulhar no desnecessariamente doloroso processo de montar uma máquina dessas sendo um puta de um n00b, vamos discutir algumas informações básicas sobre Ethereum.

Minerar é o termo usado para descrever o processo de extrair criptomoedas de uma rede blockchain. No caso do Ethereum, este processo envolve computadores rodando um algoritmo de hash, que pega uma quantidade propositalmente grande de informação e a condensa em uma série de letras e números de comprimento fixo. O algoritmo usado pelo Ethereum – o ethash – faz o hash de metadados do bloco mais recente usando algo conhecido como nonce: um número binário que gera um valor de hash único. Para cada bloco novo na blockchain, a rede define um valor hash-alvo e todos os mineradores da rede tentam adivinhar o nonce que levará àquele valor.

Por conta da forma como o processo de hash criptográfico funciona, tentar adivinhar tal nonce é praticamente impossível, o que significa que a única maneira de chegar ao resultado correto é passando por todas as soluções possíveis até que a correta seja encontrada. Tudo é questão de "prova de trabalho", ou seja, o computador que descobrir o nonce correto tem que ter mesmo tido todo o trabalho (ter utilizado todo poder computacional para rodar o algoritmo) para chegar no valor. O minerador que encontrar o nonce correto, recebe 5 ether e o processo começa novamente em um ciclo que se repete a cada 12 segundos.

Leia mais na reportagem de Motherboard.