Publicidade
Drogas

O que é que a cocaína te faz ao coração?

Cheirar essas linhas pode causar inchaço, cicatrizes e doenças cardíacas - só coisas boas!

Por VICE Staff; fotos por Emily Bowler; Traduzido por Madalena Maltez
16 Julho 2019, 10:43am

Emily Bowler

Este artigo foi originalmente publicado na VICE UK.

Odeio ser eu a dizer-te isto, mas: a cocaína não te faz bem. Pensa nisto por um momento. Além de ser mau para a alma, a cocaína também é terrível para o coração, que é facilmente um dos cinco órgãos mais importantes... de todos os tempos. Como é que se pode esperar viver, rir ou amar sem um coração? Pensa no Tin Man de The Wizard of Oz, o homem sem coração mais famoso de sempre. O que é o Tin Man? Um excêntrico patético. Um estranho, assexuado, louco. Espero que isto te dê material para reflectires sobre o teu consumo de produto.

É um bocado buzzkill teres de reflectir sobre a tua própria mortalidade enquanto cheiras uma linha, o que significa que, caso sejas um consumidor regular, prefiras tapar os ouvidos quando se trata deste tipo de avisos sobre os riscos que corres. Mas, vale a pena saber. Ignorância é felicidade, mas só até teres uma paragem cardíaca aos 34 anos.

Portanto, o que é que a cocaína te faz realmente ao coração?


Vê: "Trafiquei cocaína para os EUA para pagar os meus empréstimos de estudante"


A BIOLOGIA

Nick Hickmott, líder da equipa da Addaction, uma instituição de caridade focada no consumo de álcool e drogas, explica: "A cocaína contrai os vasos sanguíneos à volta do coração, reduzindo o fluxo sanguíneo. Aumenta a pressão sanguínea, fazendo com que ele bata mais rápido. Isso pressiona o coração e faz com que trabalhe mais do que precisa normalmente". O resultado disso é que o uso regular de cocaína pode aumentar o risco de doenças cardíacas.

Mas, é inútil considerar o risco representado pelo uso de cocaína isoladamente - porque quem é que dá na coca sem mais nada? Como diz Vod na série de comédia Fresh Meat: "A coca não é uma droga. É um facilitador para consumir outras substâncias. Pensa em coca como sendo o teu cônjuge - a acordar-te com um pau pontiagudo às 4 da manhã, para te relembrar de meteres mais e mais merda no teu sistema".

MISTURAR COCAÍNA E ÁLCOOL

A cocaína e o álcool são os dois companheiros mais óbvios: o power couple do consumo de drogas. Estima-se que três quartos dos consumidores de cocaína bebam enquanto consomem. Infelizmente, essa combinação é ainda mais perigosa, elevando a frequência cardíaca e a pressão arterial mais do que a cocaína faria sozinha.

A curto prazo, pode literalmente matar-te: um estudo recente mostrou que os pacientes do departamento de emergência que usavam uma combinação de álcool e cocaína morriam com mais frequência do que aqueles que só consumiam cocaína.

ALGUMAS DICAS

Quando consomes cocaína, deves tentar manter a ingestão de álcool no mínimo possível. E se realmente não gostas de meter cocaína sem beber, talvez simplesmente ... não gostes de cocaína? Estar muito bêbado, mas ainda assim bem desperto pode ser divertido, sim, mas será que é suficientemente divertido para valer a pena arriscar a morte, seja imediata ou no final de uma doença cardíaca prolongada?

Caso estejas totalmente comprometido com a cena das misturas, ou já tenhas usado cocaína regularmente no passado, existe alguma maneira de fortificares o coração? Os danos são reversíveis? Guy Jones, especialista em redução de danos, explica à VICE: "O uso regular e prolongado de cocaína pode causar inchaço e cicatrizes nos tecidos cardíacos e, embora o inchaço seja reversível com exercícios físicos e redução do consumo, as cicatrizes - que resultam em danos permanentes no coração e uma potencial morte prematura - não o são".

It's possible, and generally a good idea, to strengthen your heart by living an otherwise healthy lifestyle, with regular exercise and a healthy diet (a professional athlete, Guy says, would "probably be less likely to die" from coke). But you can neither reverse nor avoid the damage it causes entirely. As annoying as it is having to think about death, it’s important to understand and acknowledge the risks you’re taking. That way, at least you're well within your rights to say, "Fuck it, I’m gonna do it anyway – heart disease be damned!"

É possível e, geralmente, é uma boa ideia, fortalecer o coração através de um estilo de vida saudável, com exercícios regulares e uma dieta saudável (um atleta profissional, segundo Guy, "provavelmente teria menos probabilidade de morrer" devido ao consumo de cocaína). Mas, não podes reverter nem evitar na totalidade os danos que causa. Por mais chato que seja pensar sobre a morte, é importante entender e reconhecer os riscos que estás a correr. Dessa forma, pelo menos estarás dentro do teu direito de dizer: "Que se foda, vou fazer na mesma - que se lixem as doenças cardíacas!".


Segue a VICE Portugal no Facebook , no Twitter e no Instagram .

Vê mais vídeos , documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Tagged:
cocaina
coca
ciencia
medicina
Coração
Tonic
Sociedade
Saúde
consumir drogas
vida saudável
Destaques
consumir cocaína
doenças cardíacas
vida sem drogas