FYI.

This story is over 5 years old.

Noticias

Caminhão atropela multidão num mercado de Natal em Berlim, deixando 12 mortos

Esta manhã Angela Merkel confirmou se tratar dum atentado terrorista.
20.12.16

Um caminhão invadiu um mercado de Natal lotado em Berlim na noite de segunda-feira, matando pelo menos 12 pessoas e ferindo outras 48, confirmou a polícia de Berlim.

O ministro do interior de Berlim disse que ainda não está claro se o caso foi um acidente ou um ataque terrorista planejado, segundo a Reuters, mas relatos da mídia local indicam que a polícia na cena está investigando o incidente como terrorismo.

Publicidade

A polícia de Berlim pediu cuidado e que as pessoas não "espalhem rumores" enquanto eles investigam a natureza do incidente, e o ministro do Interior alemão Thomas Maiziere disse num primeiro momento que ainda não está pronto para chamar o caso de "ataque", apesar de dizer que "muita coisa aponta para isso".

Mesmo assim, políticos do mundo todo logo comentaram a questão. Wolfgang Bosbach, membro do Partido Democrata Cristão da chanceler Angela Merkel, disse à mídia local que enquanto a situação ainda está se desenrolando e muitas perguntas permanecem, "indicações" apontam para um "ataque deliberado". O ministro de Relações Internacionais italiano Angelino Alfano disse estar "pesaroso" com o incidente.

A Casa Branca disse que condena "o que parece ter sido um ataque terrorista", enquanto o presidente eleito Donald Trump divulgou uma declaração ligando o incidente a "terrorismo islâmico", e jurando erradicá-lo "da face da Terra".

Notícias sobre um caminhão invadindo um espaço público lotado lembram imediatamente o ataque terrorista no Dia da Bastilha em Nice, França, onde um terrorista solitário acelerou um caminhão contra a multidão que assistia aos fogos, matando 86 pessoas. O grupo Estado Islâmico assumiu o ataque.

A Reuters disse que a polícia alemã prendeu um "suspeito" de ser o motorista perto do local do incidente. Enquanto isso, a polícia de Berlim diz que um passageiro do caminhão morreu "no local".

A polícia pediu que os berlinenses fiquem em casa, para que as ruas fiquem livres para rotas de resgate, e o Facebook ativou o recurso "verificação de segurança", que permite que usuários próximos informem amigos e familiares que estão a salvo. Esta manhã Angela Merkel confirmou se tratar dum atentado terrorista.

Tradução do inglês por Marina Schnoor.

Siga a  VICE Brasil no  Facebook , Twitter e Instagram.