Entretenimento

O novo trailer da cinebiografia do Tupac é intenso

No dia que marca o 20º aniversário de morte do rapper sai também o segundo teaser oficial da sua cinebiografia
13.9.16

Esta nota foi originalmente publicada na VICE US.

Um novo trailer do muito aguardado filme biográfico de Tupac Shakur, All Eyez on Me, saiu esta terça (13), justamente dia no aniversário de 20 anos da morte de Shakur.

Batizado com o nome do lendário quarto disco de estúdio do rapper, o filme está sendo produzido há dez anos, com problemas envolvendo a saída dos diretores de alto calibre Carl Franklin e John Singleton de Os Donos da Rua. O veterano de videoclipes Benny Boom assumiu o comando no final do ano passado, e pelo trailer, dá pra ver que ele criou um filme estiloso com cores fortes e visuais impressionantes. Tupac é interpretado pelo novato Demetrius Shipp Jr., que parece bastante até com o tema.

Publicidade

Seguindo os passos da cinebiografia do NWA Straight Outta Compton — que rapidamente se tornou o filme biográfico musical de maior bilheteria de todos os tempos — parece que All Eyez on Me vai investir em ação e incidentes. O trailer encontra tempo para mostrar casos de violência policial, Shakur na prisão e lidando com as imposições do chefão da Death Row Records Suge Knight, clubes noturnos cheios de mulheres e até alguma música.

Mas o elemento mais intrigante do trailer é o relacionamento de Shakur com a mãe (falecida recentemente) Afeni, interpretada pela estrela de The Walking Dead e roteirista premiada Danai Gurira. Essa dinâmica pode ser a rota mais efetiva do filme para abordar o status mítico de Shakur.

"Como líder negro, você tem um alvo nas costas", Afeni, uma ativista política e Pantera Negra, alerta o filho. "Eles vão te dar as ferramentas que você precisa para se autodestruir."

Essa não é a primeira cinebiografia de Tupac — um bizarro filme chinês leva o prêmio de primeiro na lista — mas, com certeza, All Eyez on Me vai fazer as pessoas falarem quando chegar aos cinemas norte-americanos no dia 11 de novembro.

Siga o Ashley Clark no Twitter.

Tradução: Marina Schnoor