FYI.

This story is over 5 years old.

Por que Paris Hilton é a Rainha de Ibiza

Será que a it girl segura a onda de ser uma DJ de verdade? Fomos numa festa comandada por ela e contamos o que vimos por lá.

Planejar um feriado inteiro na Foam and Diamonds, festa onde Paris Hilton é residente no superclub Amnesia em Ibiza, pode até não ser a melhor ideia para curtir a night, mas os limites do meu gosto são mais frágeis e alarmantes que a peruca do [político inglês] Michael Fabricant. Eu finjo ser uma moderna mulher renascentista, com uma mente tão cheia de ideias culturais que se fosse jogada em qualquer lugar no mundo seria capaz de encarar qualquer rolê (verdadeiras táticas de sobrevivência da classe média, certo?). Basicamente as bebidas nesses lugares custam £1,70 durante a semana. E quando você fica tão fodida de bêbada, por que não ouvir "Turn Back Time" do The Saturdays?

Publicidade

Como era minha primeira vez em Ibiza, decidi fazer minha reserva longe dos ravers e [da cidade] de San Antonio. Optei por um hotel em Ibiza, muito além das minhas possibilidades, mas com aquele sabor de mau gosto por ser uma viagem para o show da Paris. É assim que eu me encontro em um estacionamento, no meio de um bando mulheres de biquíni rosa e carregadas de maquiagem, tomando um chá de espera de duas horas da senhorita Hilton. Após uma hora e meia no terraço VIP, open bar com vários "fotojornalistas" espanhóis que exploram tudo e todos, tirando fotos dos restos dos de sushi da boate, sem motivo aparente além de querer mostrar para a queridinha relações públicas que eles estão curtindo horrores.

Esta é a noite abertura do Amnesia, uma das baladas mais fervidas de Ibiza onde Paris paga de DJ toda quarta-feira durante um mês, entre o jat-lag de voar entre a Coréia do Sul, St Tropez e Barcelona, cidades nas quais ela faz exatamente a mesma coisa. Mas, poderia Paris Hilton realmente ser uma DJ, digamos adequada? Será que ela realmente faz seus próprios mixes, seleciona suas músicas e consegue sentir a galera? Sim, "Stars are Blind" é foda, mas não requer muito esforço dela, não é? Será que ela seguraria a onda de tocar ao vivo?

Depois de vinte minutos em que o cabelo escovado dos outros encostava em mim e vários paparazzos circulavam, Paris aparece na área VIP. A herdeira bilionária vai em direção ao estacionamento, sorrindo e brilhando como um marzipan, tomando seu lugar no meio da multidão para acenar e mandar beijos. Se as suas memórias sobre Paris Hilton ainda estão frescas - a fita de sexo, The Simple Life –, vê-la pessoalmente vai fazer você mudar sua interpretação mais rápido do que o vazamento da famigerada sex tape.

Publicidade

Porque aqui em Ibiza, Paris toca um dance felizinho, enquanto rebola fazendo uma pausa para respirar por meros segundos entre entrevistas e sorrisos. M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A, ela desfaz totalmente a sua reputação daquela garota que não liga para nada. Seu comportamento agora está longe de ser o de uma It Girl – se ela ficasse desesperada, ela ia surtar quando sua make-up escorresse um pouquinho, e um pouco de pó poderia resolver tudo e ela poderia continuar rebolando para tentar manter o ato da imagem perfeita em meio aos gritos dos gays espanhóis.

Nós lutamos no club para ter nossas pulseiras rosas com a marca Paris Hilton, nossas entradas. Não há muitos lugares, ao que parece, com porteiros que vêm na forma de oficiais de justiça, homens corpulentos mesmo. A infraestrutura do Amnesia é muito feudal: servos indisciplinados (gays robustos) na parte inferior, dando toda a sua paixão e suor, enquanto os riquinhos fingem não dar à mínima. Iríamos passar o nosso feriado inteiro sentados em baldes, suando com a condensação de menininhos do Oriente Médio e modelos famintas.

Um porteiro deu uma vacilada e, acidentalmente, nos permitiu ir para o local onde Paris estava fazendo uma sessão de fotos improvisadas, vestida como bailarina de um caixa de música. Mais uma vez, ela fez poses, jogou os cabelos e fez beicinhos com a precisão de uma lésbica em uma mesa de bilhar.

As paredes vibravam com o baixo, a máquina de fumaça explodiu tão alta que ficamos ouvindo zumbidos durante a semana inteira. Fileiras de dançarinas loiras cercaram o palco onde dois homens vestidos como robôs tocavam saxofone e violino (ambos elétricos) sobre um EDM meloso, do tipo trilha sonoro do [seriado] Geordie Shore. Fogos de artifício, lasers girando em torno se uma tela gigante cheia de imagens que vimos na pré-visualização do YouTube do evento. Paris sai do seu camarim e nós somos convidados por um segurança do tamanho de uma bola de demolição a sair.

Publicidade

Sob as penas dos idiotas ricos, você até poderia ver pequenos encantos do Amnesia. Ok, evitamos a festa da espuma devido um medo legítimo de membros molhados alheios, mas as pessoas estavam realmente em êxtase ao vê-la. Sem subestimar a força de um MDMA, isso tudo é testemunho da vitalidade de Paris. No topo de sua cabine e ao lado de seu laptop, ela manda beijos, joga luzinhas infláveis para os fãs e pula para cima e para baixo como se fosse uma junção de Grimes, Tippi Hedren e Van Wilder.

Deadmau5, outro residente do Amnesia, foi também a uma das noites de Paris.

>

À primeira vista, essa "bagunça" significa que começou a festa da espuma, os canhões jogam bolhas sobre os corpos sensuais. Porém, analisando profundamente, Paris ainda não se sabe seu lugar Ela ainda é uma It Girl tentando se encaixar em clubes. Yeah, ver milhares de pessoas dançando pode ser um passo dado e o EDM sussurrado em seu ouvido pode não lhe causar arrepios sem a ajuda de um narcótico, mas se você realmente quer se divertir, vale a pena pisar fora de seu pedestal.

Sophie Wilkinson é editora no The Debrief

Recomendamos que você confira o Instagram da Paris Hilton: @parishilton

Siga a Sophie no Twitter aqui: @sophwilkinson

Tradução: Jules Sposito