FYI.

This story is over 5 years old.

Entretenimento

O que aprendemos com o homem que mijou num freezer de um supermercado na Inglaterra?

Meu mijo, minhas regras.
7.3.16

Screenshot via Manchester Evening News

Todo mundo já passou por um daqueles momentos em que precisa dar uma mijada urgente. Você passou, eu passei. O corpo humano é uma caverna de sangue com urina sendo filtrada pelas paredes, escorrendo para a grande piscina que é a bexiga. O processo nunca para, nunca acaba. Nunca, humanidade, nunca estamos a menos de 40% do volume total de xixi suportável. Nossos corpos, nossos belos corpos jovens estão sempre prestes a transbordar de urina espumosa, e não tem nada que a gente possa fazer sobre isso.

Então sou solidário com o cara de Manchester filmado mijando num freezer de um supermercado Morrisons, na Inglaterra. Lá vai ele, mijando como todo mundo faz: e com fervor, quase com orgulho do seu trabalho. O Mijão de Freezer não dá a mínima para suas "normas sociais" ou seus "conceitos de higiene". Ele quer mijar. E ele vai mijar. Ele vai fazer isso no freezer de um supermercado e ver o mijo cristalizar em cima de saco de brócolis. Meu mijo, minhas regras. Não fique no caminho do mijo dele. O mijo vai sair e você não pode fazer nada. O mijo é uma força incontrolável: o freezer do supermercado é um objeto estático. O que acontece quando eles colidem? As pessoas xingam na frente das crianças:

Esse vídeo é um grande estudo antropológico do norte da Inglaterra. Considere que o mijão está visivelmente bêbado. Considere que esse é um Morrisons, a cadeia de supermercados mais do norte da Inglaterra que já existiu. Considere essa narração: "Ele está mijando no freezer. Mijando no freezer! Ele está mijando no freezer. Está sim". É uma paisagem do norte da Inglaterra que nem Turner conseguiria capturar. Um homem de camiseta branca e calça jeans mijando no freezer de um Morrisons.

Mas o Mijão de Freezer realmente mija? Teóricos da conspiração e funcionários do Morrisons dizem que não, ele não mijou. "Nossa equipe foi rápida em responder ao incidente, a polícia foi chamada e o indivíduo foi escoltado para fora da loja pelos oficiais da lei", disse um porta-voz do Morrisons ao Manchester Evening News. "Verificamos o freezer por completo e estamos totalmente convencidos de que ele não urinou".

Publicidade

Verificamos o freezer por completo e estamos totalmente convencidos de que o indivíduo não urinou nele.

Verificamos o freezer. Por completo.

LEIA MAIS: Sem Água? Tome Aqui Algumas Dicas para Conseguir Cozinhar com a sua Própria Urina

Às vezes penso comigo mesmo: puts, meu trabalho é muito difícil, quero ir embora. Às vezes penso comigo mesmo: por que labutar o dia inteiro em busca de bens materiais. Aí um cara de Stockport mija num freezer e alguém da loja tem que colocar suas luvas higiênicas e inspecionar um freezer em busca de xixi congelado, e vejo tudo por uma nova perspectiva. Desde que você não esteja sendo pago para procurar vestígios de urina humana num freezer, você não está tendo um dia tão ruim assim. Pensando dessa maneira: ninguém nunca teve um dia ruim na vida, fora esse funcionário desse supermercado Morrisons específico.

Acho que eu devia colocar as cartas na mesa e confessar que já urinei em público diversas vezes, com graus variados de vergonha. Uma vez achei uma cerca perto da estação Finsbury Park e fiz um dos três xixis mais longos da minha vida, no escuro, enquanto um carro de polícia patrulhava os arredores. Esse foi um xixi tenso. Uma vez fui acampar e tive que me aliviar na floresta no meio da neve, e esse — logisticamente — foi um xixi muito difícil, devido ao encolhimento severo das minhas partes. Já mijei em banheiros e mictórios. Uma vez caí quando estava mijando num pub de estudantes. Alguns dos meus momentos mais especiais e menos apreciados foram gastos na frente da igreja de porcelana. Mas nunca mijei num freezer.

LEIA MAIS: "Mijar na própria boca é tendência naAustrália"

Será que eu quero cruzar essa ponte e ser um mijão de freezer? Não sei. De certa maneira, sim: outros clientes disseram que o cara estava quebrando garrafas de vinho e vomitando em outro freezer antes do incidente do mijo, então ele estava claramente se divertindo, e gente se divertindo é sempre uma inspiração para mim. Por outro lado: mijar num freezer do Morrisons na cidade de Stockport me parece, em certos aspectos, o fundo do poço. Quer dizer, pra onde você vai depois disso? É o mais baixo que você vai chegar.

Neste ponto, eu geralmente termino com "não somos todos, de um jeito ou de outro, um bêbado em Manchester, mijando no grande freezer que é a vida?" Mas desta vez não estou tão certo disso. Talvez não haja uma moral neste vídeo de um cara se aliviando em cima de caixas de nuggets de frango. Talvez essa seja uma história sem significado, um significante vazio numa camiseta branca da Levi's. Talvez esse seja um exemplo de onde uma vida de excessos pode te levar, um vídeo que eles deviam passar nas escolas e acampamentos da juventude. Imagine um homem de camisa e colete combinando, empurrando uma TV e um vídeo num rack com rodinhas para o meio do palco e apertando play. A tela acende em cinza e preto. Trinta segundos se passam. "Certo, o que aprendemos com isso?", ele pergunta ao público. "O que aprendemos, pessoal?" E uma mãozinha delicada se levanta. "A não mijar em freezers?" Sim, ele concorda, está correto. "Não mije em freezers", ele diz, esse Esopo moderno. "Não mije em freezers".

@joelgolby

Tradução: Marina Schnoor

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.