Fizeram o emo mais triste do mundo com os tweets do Donald Trump

O revival do emo vive e respira.
Lauren O'Neill
London, GB
13.2.17

Uma maneira de lidar com adversidade é olhar pra trás, relembrar os felizes dias do passado e recuar a velhos hábitos e interesses. É provavelmente por isso que 2017 continua dando gás ao revival do emo, o chamado "nu-emo", com reuniões nostálgicas de velhas bandas, turnês e festivais aparecendo por todo lugar pra celebrar a arte de chorar e não borrar o delineador, e também pra nos ajudar a esquecer que o presente é um buraco negro.

Publicidade

Mas ninguém ainda deu valor ao emo mais dedicado de todos: o presidente dos Estados Unidos Donald J. Trump. Pense bem — suas preocupações sobre ter muitos amigos nos lembram da época do Myspace; sua peruca que às vezes cai sobre seu rosto que nem a franja que você tinha aos 14 anos? E-m-o.

E aí tem seus tweets, que são uma conta no Flogão por si só. Para este fim, a Super Deluxe reimaginou alguns desses tweets como a música emo mais triste de todos os tempos, com guitarras cintilantes, vocais gritados e uma ponte emocionante. Ouça essa obra de Deus: