alimentação

O McDonald's diz-nos porque é que não vende hambúrgueres vegetarianos em Espanha

Em Portugal vendem e do outro lado da fronteira, não. Pedimos-lhes explicações.
8.10.18
Fotos pela autora.

Este artigo foi publicado originalmente na VICE Espanha.

Há umas semanas uma amiga minha voltou emocionada de uma viagem a Lisboa. A causa do seu entusiasmo não era nem o ambiente do Bairro Alto, nem os pastéis de Belém, nem os azulejos de Alfama: estava emocionada, porque nos McDonald's portugueses serviam hambúrgueres vegetarianos. Ela não é vegetariana, mas o outro nosso amigo com quem foi, sim. E esta foi a descrição que fez:

Publicidade

"Comi hambúrgueres vegetarianos no McDonald's duas vezes. A primeira foi em Berlim e era o equivalente vegetariano do hambúrguer típico da 'europoupança', só que este custava cerca de 1,80 euro. Mas valeu totalmente a pena: foi o melhor hambúrguer vegetariano que já experimentei na vida. Comi seis de seguida e ainda assim saiu-me mais barato do que qualquer outro hambúrguer do McDonald's, só que um pouco mais crocante. Em Lisboa experimentei um que estava numa espécie de MacMenu e que talvez tivesse demasiadas coisas, não sabia tão bem, mas era bom na mesma e barato para o que era".

O único hambúrguer vegetariano do McDonald's que é possível pedir em Espanha. É servido com carne, obviamente.

E eu, encorajada por esta review do meu amigo e emoção da minha amiga, questionei-me, claro, sobre o porquê de não existirem hambúrgueres vegetarianos no McDonald's em Espanha. A primeira coisa que fiz foi perguntar ao Google. Sem acentos e com alguns erros, fruto da inquietude que se gera sempre quando esperas que o Google te resolva uma dúvida existencial, que é como acho que todos nós pesquisamos: "porque naho ha hamburguer vegetariano no macdonals".

O Google mostrou-me, em primeira instância, um Change.org através do qual 840 pessoas reclamam com o McDonald's espanhol para que inclua na sua oferta hambúrgueres vegetarianos e vegan. O texto da petição assegurava que "o aumento de pessoas que deixaram de comer carne é uma realidade, quase quatro milhões de pessoas em Espanha converteram-se à alimentação vegetariana, seja pelo bem-estar dos animais, pelo meio-ambiente ou por saúde própria" e asseguram que o "McDonald's e o Burger King, que se pode presumir sejam as duas grandes marcas que mais hambúrgueres vendem em Espanha, ainda não juntaram nem um hambúrguer ao menu, coisa que parece muito pouco lógica ou razoável".

Publicidade


Para saber se era assim tão pouco lógico e razoável, recorri ao próprio McDonald's. Não ao Ronald - quem me dera -, mas ao departamento de comunicação da corporação no país. "O McDonald's adapta-se de forma constante aos momentos de consumo dos países nos quais opera. Ouvimos o consumidor, para adaptar os nossos produtos e serviços às suas necessidades. Por exemplo, em Espanha estamos a adaptar os restaurantes com inovações, como o serviço de mesa, McDelivery, cozinhas abertas, quiosque digital, entre outras. Nesse ambiente de evolução, o McDonald's já incorporou hambúrgueres vegetais em vários países e, apesar de Espanha não ter sido um deles, adicionámos ao menu produtos locais como o gaspacho e a tortilha de batatas. Também adicionámos à nossa oferta produtos como pão sem glúten, ou bolo de aniversário sem glúten, como respostas às necessidades dos consumidores", disseram-me.

Que foi igual a não me terem dito nada. Podia ter perguntado a alguma das estátuas de Ronald que vemos em alguns dos restaurantes que teria ficado na mesma.

Não contente com a resposta - como haveria de estar - insisti e perguntei-lhes do que dependia a eleição desses produtos concretos em função da zona. Ou seja: porque é que os portugueses vegetarianos têm hambúrgueres vegetarianos e em Espanha temos que nos contentar com um gaspacho. Depois de outra resposta vazia a falar dos produtos, acabaram por me dizer "é uma opção que estudaremos no momento em que nos pareça necessário".

Publicidade

E, não é preciso ser expert em marketing ou em finanças, para suspeitar que este "é uma opção que estudaremos no momento em que nos pareça necessário" soa a "vegetarianos espanhóis, são quatro gatos pingados e não nos é rentável oferecer-vos este produto". Soa a que, ainda que os últimos dados digam que oito por cento dos espanhóis são vegetarianos, sai-lhes mais em conta convencer-nos com um gaspacho e uma tortilha.


Vê o primeiro episódio de "The Pizza Show"


Mas, até que ponto é que é "lógico e razoável", como diziam no change.org os que reclamavam pelos hambúrgueres veggies, que os vegetarianos reclamem por hambúrgueres vegetarianos no McDonald's?

Se alguma das razões mais potentes para alguém se converter ao vegetarianismo são a luta contra o sofrimento dos animais, o meio ambiente e, em ultima instância, a contribuição para uma mudança nos modelos de consumo, o que raio é que andamos a fazer ao pedirmos a uma empresa cujo negócio se baseia em matar animais, para pôr um bocado de quinoa entre dois pães? Porque é que havíamos de entrar num estabelecimento de uma corporação que se diz sustentável pela poupança de energia, pelos seus packagings e pelos seus green buildings, mas esquece o impacto ambiental que tem o consumo massivo de carne no Mundo? Talvez, amigos vegetarianos, o problema não seja que o MacDonalds não tenha hambúrgueres vegetarianos. Talvez o problema seja nós os querermos nos seus estabelecimentos.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.