Um problema de dinheiro: o futebol feminino é mais popular que nunca, mas a igualdade salarial ainda está longe