​As prostitutas de Hong Kong estão a trocar os chulos por iPhones