30 anos de dados mostram que migrantes e refugiados não são um fardo económico