Notícias

Boletim Matutino da VICE - 6/6/2019

por Equipe VICE Brasil
06 Junho 2019, 12:09pm

Wikimedia Commons

Brasil

Triplica o número de novos pacientes que buscam importação de canabidiol no Brasil

O número de pacientes cadastrados para importação de canabidiol (CBD), substância derivada da maconha, triplicou desde 2015, quando a regulamentação foi aprovada no Brasil. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), até o último dia 17 de maio, 1.470 novas pessoas fizeram pedidos para o uso da substância em tratamentos médicos. Se o ritmo de pedidos seguir assim até o final deste ano, a quantidade deve superar a de 2018. Ao todo, 6.530 pacientes se cadastraram para a importação. Esses pacientes já realizaram 9.720 pedidos de autorização para compra. A regulamentação sobre o uso da cannabis medicinal no país começou com a publicação da resolução RDC17/2015, que liberou a importação do CBD para consumo próprio. – G1

Economia ruim faz aumentar rejeição de eleitor de Bolsonaro ao presidente

Segundo o Ibope, existe um perfil específico do eleitor arrependido de Bolsonaro: homens de 35 a 44 anos, com renda mensal de dois a cinco salários mínimos, escolaridade até o ensino médio e moradores da região Sul do país, principalmente em cidades da periferia da Região Metropolitana e com população de 50 mil a 500 mil habitantes. O instituto estima que 1,8 milhão de eleitores que votaram em Bolsonaro e têm perfil semelhante avaliam o governo como ruim ou péssimo. Esse 1,8 milhão é o segmento mais expressivo de um grupo maior, os 19 milhões de eleitores que o Ibope estima que votaram em Bolsonaro, mas já não avaliam o governo como bom ou ótimo. – piauí

Governo pagou R$ 268 mil para Ratinho falar bem da Reforma da Previdência

A Secretaria de Comunicação Social da Secretaria de Governo da Presidência desembolsou o valor de R$ 268.500 para a veiculação de merchandising a favor da reforma da Previdência no Programa do Ratinho , no SBT. Os valores foram obtidos pela revista Época via Lei de Acesso à Informação. A ação foi realizada no âmbito da Campanha Nova Previdência, com veiculação de 20 de fevereiro a 31 de março. O valor bruto das campanhas da reforma da Previdência este ano ultrapassou R$ 6,5 milhões. Segundo o departamento de publicidade do órgão, uma nova fase encontra-se em execução desde 20 de maio, com previsão de veiculação até julho. As despesas estão ainda em aberto. – Época

Suspeito de cometer abuso é assassinado antes de laudo descartar crime em MG

O homem suspeito de abusar de uma menina, que foi encontrado morto em São Gonçalo do Sapucaí (MG) na segunda-feira (3), pode ser inocente do crime. Um exame descartou o abuso. Só que o homem já havia sido assassinado antes do laudo ficar pronto. Moisés Nicolau, de 20 anos, estava desaparecido desde o dia 7 de maio. Naquele dia a companheira dele registrou um boletim de ocorrência por estupro de vulnerável. Os exames feitos na menina no IML de Pouso Alegre foram concluídos e dias depois descartaram o estupro. Na última segunda-feira, quase um mês depois da denúncia de estupro, a polícia encontrou o corpo de Moisés em uma cova, a cerca de 10 quilômetros do Centro da cidade. – G1

E mais

Pé na bunda é o que mais faz brasileiros conhecerem novas músicas

Um levantamento inédito conduzido pelo instituto britânico 3GEM, por encomenda da plataforma de streaming Deezer, ouviu 10 mil entrevistados no mundo todo, 2.000 deles no Brasil, e concluiu que 66% dos ouvintes descobrem novas canções após um término de relacionamento - 25% dos entrevistados dizem fazer isso para recuperar a confiança ou conhecer pessoas novas, quem sabe futuros amantes. Nesse quesito, o Brasil é mesmo o país da sofrência e da dor de corno, onde para matar a tristeza só mesa de bar —e fones de ouvido. Aqui, os números do levantamento são um pouco mais altos, mas ainda dentro da margem de erro, que é de 5%. Entre os brasileiros que participaram, 70% descobrem novas músicas depois de terem seus corações esfacelados. – Folha de S. Paulo