Publicidade
Viagem

Dapper Dan fez seu nome copiando a Gucci. Agora eles estão pagando para contar a história dele

Como uma briga entre a marca de alta-costura e o icônico estilista se tornou uma amizade improvável.

por Taylor Hosking; Traduzido por Marina Schnoor
22 Janeiro 2019, 9:00am

Getty Images / Mike Coppola

Na cidade de Nova York nos anos 1980 e 90, quando o hip hop estava decolando, não tinha jeito melhor de mostrar que você tinha conquistado o sucesso do que usar uma jaqueta de luxo no Harlem feita por Dapper Dan, o estilista nascido Daniel Day. Reinventar alta-costura para pessoas não-brancas, enquanto usava ironicamente símbolos copiados da Gucci, era parte da mística de Dapper Dan. Mas o mundo da alta moda não ficou muito feliz com essa história, e começou a fazer uma pressão legal que acabou tirando ele dos negócios em 1992.

Mas agora a história está se reescrevendo. Recentemente, a Gucci lançou um livro de fotografias intitulado Dapper Dan's Harlem, contando a história da vida do estilista através de imagens feitas pelo fotógrafo e cineasta Ari Marcopoulos. A marca deu uma festa de lançamento na semana de moda masculina em Florença, Itália, terça passada, onde Dapper Dan autografou as primeiras cópias.

O livro, que também conta com fotos de arquivo do Harlem e retratos de amigos próximos de Dapper Dan, é apenas o último desenvolvimento da relação amigável entre ele e a marca. Em 2017, a Gucci ajudou Dapper Dan a reabrir seu estúdio no Harlem décadas depois do fechamento, na 125th Street e Lenox Avenue, apenas dois quarteirões de distância do local original. Em 2018, depois que o público apontou que a Gucci aparentemente tinha copiado um design de jaqueta dele para a coleção Cruise 2018, Dapper Dan e a marca começaram a colaborar numa linha de streetwear.

Infelizmente, o livro de homenagem da Gucci está destinado a se tornar um item de colecionador. São apenas 500 cópias, e cada uma custa US$ 200. Mas a história de vida de Dapper Dan ainda é acessível para as massas, já que o estilista também lançou um livro de memórias chamado Dapper Dan: Made in Harlem, que deve virar um filme pela Sony e será adaptado por Jerrod Carmichael (The Carmichael Show).

No livro de memórias, Dapper Dan explica como ele foi de uma criança pobre para um faz-tudo, cumpriu pena, depois foi tomando o mundo da moda de rua uma celebridade de cada vez. Os duelos lendários dele com a elite da alta-costura também estão ali, claro. A história improvável e épica de Dapper Dan parece continuar escrevendo a si mesma. Quando o filme sobre a vida dele sair, podemos até ser agraciados com alguns novos capítulos.

Siga a Taylor Hosking no Twitter.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.