Notícias

Boletim Matutino da VICE - 25/3/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
25 Março 2019, 2:00pm

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Brasil

Olavo de Carvalho é desequilibrado, diz ministro-general Santos Cruz

O incômodo da cúpula militar do governo Jair Bolsonaro (PSL) com Olavo de Carvalho cresce à medida que se avolumam os ataques do polemista reverenciado pelo presidente e pelo grupo ideológico que o cerca. O ministro general Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo, reagiu às ofensas de Olavo aos militares que hoje trabalham no Palácio do Planalto, em especial o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB). “Eu nunca me interessei pelas ideias desse sr. Olavo de Carvalho”, disse Santos Cruz à Folha. Nem a forma nem o conteúdo agradam a ele, afirmou. “Por suas últimas colocações na mídia, com linguajar chulo, com palavrões, inconsequente, o desequilíbrio fica evidente”, criticou o ministro. – Folha de S. Paulo

Por risco de rompimento de barragem, cidade em MG decreta feriado e suspende aulas

Após a sirene soar pela segunda vez em Barão de Cocais, na noite da última sexta-feira (24), o município mineiro próximo a uma barragem da mineradora Vale vai decretar feriado amanhã para que os moradores realizem um treinamento de evacuação. As aulas nas escolas da cidade, que fica a 97 km de Belo Horizonte, também serão suspensas nesta segunda (25) e na terça-feira (26). Para se precaver de um possível rompimento --a barragem entrou em nível de alerta 3 na sexta-feira, o que significa risco de ruptura iminente ou em andamento--, a Defesa Civil da cidade, juntamente com outros órgãos, realizou reuniões de alinhamento para traçar as especificidades do treinamento de evacuação. Segundo a Defesa Civil, cerca de 6.000 pessoas precisam ser evacuadas da cidade, caso a barragem se rompa. – UOL

Barragem radioativa em MG custará US$ 500 mi em 40 anos para ser desativada

A barragem de rejeitos de minério radioativo da INB (Indústrias Nucleares do Brasil) em Caldas (MG) não é utilizada desde meados dos anos 1990 e não tem atestado de estabilidade válido. A despeito do potencial dano em caso de vazamento ou rompimento da estrutura, uma solução rápida para dar fim à barragem é algo considerado inviável. O processo de desativação deve consumir US$ 500 milhões em investimentos (ou cerca R$ 1,9 bilhão) e levar 40 anos de trabalho. É o que indicam estudos da própria INB para a desmontagem de toda a mina - incluindo a barragem, que é a parte mais cara e complicada. No entanto, na companhia não há prazo ou investimento previsto para este trabalho começar. – UOL

Polícia prende suspeito de iniciar fogo que destruiu a Favela do Cimento em SP

A polícia prendeu um homem suspeito de iniciar o fogo que destruiu a Favela do Cimento, no entorno do Viaduto Bresser, às margens da Radial Leste, na Zona Leste de São Paulo, neste fim de semana. Um homem morreu e mais de 200 pessoas ficaram desabrigadas. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a prisão ocorreu na madrugada do domingo (24), horas após o início do incêndio. Ele teria ateado fogo em uma casa na noite de sábado (23), que se espalhou rapidamente. Uma reintegração de posse estava prevista para a manhã seguinte. Os bombeiros conseguiram controlar as chamas às 22h, mas quase todos os barracos de madeira já tinham sido queimados. – G1

Mundo

Queniano é eleito o melhor professor do mundo

Um professor de ciências da zona rural do Quênia, que doa a maior parte de seu salário para apoiar os alunos mais pobres, ganhou um prêmio de US$ 1 milhão (R$ 3,9 milhões) ao ser eleito o melhor professor do mundo. Peter Tabichi, membro da ordem religiosa franciscana, ganhou o Global Teacher Prize de 2019, conferido pela Fundação Varkey, organização de caridade dedicada à melhoria da educação para crianças carentes. Ele quer que os alunos vejam "a ciência é o caminho certo" para ter sucesso no futuro. Ele doa 80% de seu salário para apoiar os estudos dos seus alunos, na Escola Secundária Keriko Mixed Day, no vilarejo de Pwani. Se não fosse a ajuda do professor, as crianças não conseguiriam pagar por seus uniformes ou material escolar. – BBC

E mais

Morre Scott Walker, cantor e compositor de pop experimental, aos 76 anos

Scott Walker, cantor e compositor de pop experimental, morreu nesta segunda-feira (25), aos 76 anos, segundo a gravadora 4AD. Scott dedicou mais de 50 anos à música, começando com a Walker Brothers, banda que foi sucesso nas décadas de 1960 e 1970. Depois, investiu na carreira solo como cantor e compositor. Scott foi de ídolo adolescente a ícone do pop rock experimental e cultuado. Era um letrista que contava longas histórias entoadas com voz marcante. Entre os sucessos da carreira solo de Walker estão "Jackie" (1967), "Joanna" (1968) e "Lights of Cincinnati" (1969). – G1