Publicidade
Notícias

Nando Moura acusa YouTube de retirar monetização de seus vídeos

O youtuber aponta que canais de extrema-direita, como MamãeFalei, também foram prejudicados.

por Julia Reis
22 Fevereiro 2019, 9:36pm

Imagem: reprodução/YouTube

Na última quinta-feira (21), o YouTube suspendeu a monetização de alguns vídeos do músico e youtuber Nando Moura. Como resposta, o olavista publicou um vídeo em seu canal, no qual acusa a plataforma de "censura".

Na fala de mais ou menos 13 minutos, ele declara que o YouTube retirou a monetização de dezenas de vídeos de seu canal. "Aqui eu tenho mais de nove páginas de conteúdo restrito com monetização desativada no meu canal", relata.

No vídeo, ele ainda aponta que os colegas André Guedes, CarneMoídaTV, Bernardo P Küster e Arthur do MamãeFalei também tiveram os anúncios desligados. Todos esses canais têm, em comum, conteúdos de extrema-direita.

Como forma de protesto, nesta sexta-feira (22), o mesmo publicou um vídeo imitando um youtuber teen e brincando de slime. Procurado pela VICE, o YouTube se limitou a dizer que não comenta o caso.

De acordo com a configuração da plataforma de vídeos, a monetização limitada é ativada para situações em que o "conteúdo identificado não é adequado para a maioria dos anunciantes". Para quem trabalha na plataforma, a liberação de anúncios externos é a principal forma de ganhar dinheiro com a produção de conteúdo.

Todo ano a política de conteúdos e anúncios sofre diferentes exigências e pequenas alterações. Ano passado, por exemplo, eles deixaram de monetizar canais com menos de mil inscritos. Segundo o youtuber Felipe Neto, no ano passado, a plataforma teria sinalizado que desligaria anúncios naqueles que espalham assuntos banais e de intolerância.

A VICE entrou em contato com o Nando Moura mas até o momento da publicação desta matéria, não obteve retorno.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.