Publicidade
música

Eazy E não Pegou HIV de uma Agulha de Acupuntura

Alguns fãs e o filho do MC falecido acreditam que o chefão da Death Row Records, Suge Knight, talvez com ajuda de outros conspiradores desconhecidos, de alguma maneira infectou Eazy E com HIV para matá-lo.

por Mike Pearl
08 Outubro 2015, 9:30pm

O lançamento em agosto da cinebiografia do NWA Straight Outta Compton desenterrou uma velha teoria da conspiração sobre a morte trágica do carismático rapper Eazy E, em 1995, de AIDS. Alguns fãs e o filho do MC falecido acreditam que o chefão da Death Row Records, Suge Knight, talvez com ajuda de outros conspiradores desconhecidos, de alguma maneira infectou Eazy E com HIV para matá-lo.

Agora uma nova "pista" desse jogo de CSI amador emergiu: Frost, um rapper que tinha contrato com a Ruthless Records nos anos 90, disse que a arma usada foi uma agulha de acupuntura infectada com HIV.

Num novo vídeo da For the Record, uma equipe de documentário sobre hip hop, Frost diz que Eazy E se machucou num acidente de quadriciclo e recebeu tratamento de acupuntura. Frost detalha o esquema de infecção por volta dos 4:16:

"Acho que eles realmente deram um jeito de dar a ele agulhas infectadas com o vírus da AIDS através da acupuntura, porque de que outro jeito alguém ia morrer tão rápido de AIDS? Você já ouviu falar em alguém morrendo de AIDS em duas semanas? Isso é desconhecido, cara."

O HIV é só um vírus, não uma arma biológica inventada por um roteirista do filme Missão: Impossível. E mais, como Wilmore Webley, um microbiologista da Universidade de Massachusetts Amherst nos disse, acupuntura seria uma maneira péssima de infectar alguém com HIV.

Agulhas de acupuntura não têm o furo da agulha de injeção onde sangue infectador poderia ser escondido, explicou Webley, "então a probabilidade disso armazenar sangue suficiente, ou soro com partículas virais suficientes, para levar à infecção é extremamente baixa".

Para infectar alguém, a agulha de acupuntura teria que estar coberta de sangue fresco, ou soro com HIV, "o que significa que eles teriam que usar a agulha na hora", continuou Webley. Além do mais, o HIV precisa entrar num vaso sanguíneo para encontrar um local apropriado para infectar, e acupuntura é superficial e evita vasos sanguíneos. Afinal de contas, como disse Webley, "você não sai da acupuntura sangrando por todo lado".

Claro, a teoria da acupuntura tem outros furos. Webley também apontou que as pessoas não devem tirar conclusões do fato que os conhecidos de Eazy E só ficaram sabendo que ele tinha AIDS duas semanas antes dele morrer. "Essa foi a época do diagnóstico, não da infecção", ele disse.

Esse tipo de teoria pode ser prejudicial, acrescentou Webley, "especialmente para minorias afro-americanas, onde esse vírus continua a ser um grande problema". Rumores como esse podem confundir a percepção das pessoas sobre HIV e AIDS. Ele disse que pela sua experiência, quando as pessoas pensam que o HIV é alguma grande conspiração, não um problema de saúde pública, "elas não estão dispostas a assumir responsabilidade pessoal" por sua saúde.

Siga o Mike Pearl no Twitter.

Tradução: Marina Schnoor

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.

Tagged:
HIV
Hip-Hop
Rap
AIDS
morte
Death Row Records
Eazy E
suge knight
Cultura
assassinato
Vice Blog
conspirações
conspiração
Agulha de acupuntura