Publicidade
Music by VICE

Foi o Tarantino que Comprou o Disco de Mais de 1 Milhão de Dólares do Wu-Tang Clan?

Temos muitas evidências de que foi ele. Evidências BEM concretas.

por Joe Zadeh
26 Novembro 2015, 4:57pm

Olha bem pra esse indivíduo acima. Ele é um dos diretores de cinema mais reconhecidos da atualidade. E, como a VICE Brasil apurou, ele é bem gente boa também. Ele tem cara de ser gente boa, não tem? Ou será que tem cara de quem acabou de gastar milhões de dólares num disco do Wu-Tang Clan? Você é quem decide.

Em 2014, o grupo anunciou que lançaria somente uma cópia do seu novo álbum, o Once Upon a Time in Shaolin, e que ela custaria aproximadamente 5 milhões de dólares. Tudo isso porque o disco vem numa caixa de prata e níquel e tem participações do Clan inteiro, da Cher, do time do Barcelona e de mais um monte de gente rica. A ideia por trás era criar um disco tão absurdamente luxuoso e inacessível para as pessoas comuns e reestabelecer o valor da música no século XXI. Legal, né? Mais legal ainda é que, segundo a Forbes, alguém finalmente comprou o disco.

O "objet d'art" foi vendido na noite desta quarta (25) pelo Paddle 8, mas o comprador permanece anônimo. No entanto, nós temos quase certeza que sabemos quem é que o comprou. Obviamente, foi o Quentin Tarantino. Claro que foi! Quer ver?

O Quentin Tarantino é americano e milionário


Foto por Gage Skidmore

Bem, segundo a Forbes, o comprador é um americano que pode gastar milhões de dólares...

Ele é um super fã do Wu-Tang Clan

O Tarantino ama o Wu-Tang Clan. Ele é obcecado pelas referências de Kung-Fu nas músicas dos caras e chamou o RZA para a trilha sonora de Kill Bill. Ele também ajudou o RZA a estrear sua carreira como cineasta em O Homem Com Punhos de Ferro (além de ter atuado no filme). Quer dizer, cara, aqui está ele usando uma camiseta rasgada do Wu. É muito coisa de fã. E aqui uma foto dele com alguns membros do Clan e uma cara de "gasto muito dinheiro impulsivamente com coisas que adoro".

O Tarantino gasta muito dinheiro impulsivamente com coisas que adora

Ele salvou um cinema de ser fechado em 2007, deixando a família que tomava conta no comando e deu umas declarações fofas para a imprensa: "Enquanto eu for vivo (e rico), o New Beverly continuará aberto, exibindo filmes em película de 35mm." Em 2014, Tarantino assumiu a direção e, agora, bota em cartaz o que ele quiser.

Ele também deu declarações suspeitas sobre como a era da internet desvaloriza objetos físicos

"Não curto nada essa coisa de streaming", ele disse ao IndieWire. "Gosto de objetos tangíveis na minha mão. Não consigo assistir a um filme no meu laptop. Não uso Netflix." Bem, parece muito o tipo de cara que prefere seus discos em caixas de prata e níquel, não é mesmo?

E, se você precisa de mais alguma evidência, tem gente tuitando sobre isso

"Parabéns, Quentin Tarantino".

Se está no Twitter, então, é verdade. É ilegal tuitar mentiras.