Fotos que capturam a essência colorida das raves na França dos anos 90

Eu seu novo livro, o fotógrafo Olivier Degorce revisita a década vanguardista da música eletrônica francesa. É um olhar íntimo e efêmero para a era de ouro do techno europeu.

|
abr 19 2018, 10:00am

Sempre há algo edificante em olhar para os primeiros dias de nossos ídolos. Por exemplo, folhear o livro de fotos Plastic Dreams, de Olivier Degorce, transporta seus espectadores para o local de nascimento da house music europeia: Paris nos anos 1990. Nele, você pode ver os Chemical Brothers quando eles tinham mais cabelo e novas ideias, Rebotini sem seu bigode característico e ternos de três peças sob medida, e um jovem e imprudente Carl Craig. Mas acima de tudo, o livro de Degorce nos mostra uma visão da balada antes de ser uma coisa industrial patrocinada, lá quando tudo era um pouco mais ousado, excitante e misterioso.

Além de capturar uma era e um movimento, Degorce documentou o início dos artistas que mais tarde viriam a dominar a cena da música eletrônica internacional. Suas fotos nos levam a festas clandestinas na banlieue parisiense, ilustram a nova visibilidade e endeusamento virtual do DJ, e apresentam muitas das personalidades que em breve passariam pelos maiores festivais do país. Como podemos interagir com esses momentos suspensos no tempo sem reduzi-los a fantasias reverentes e imprecisas? Degorce não nos diz. Em vez disso, ele nos permite formar nossas próprias opiniões. Ao olhar essas fotos, dois impulsos se elevam à superfície: a necessidade de lamentar a era de ouro e o desejo feroz de imortalizá-la em nossa própria mitologia.

Plastic Dreams do Olivier Degorce foi lançada em março pela by Headbangers Publishing. Você pode comprá-lo aqui.

The Chemical Brothers no telhado da Radio Nova (Paris, 1997)
Sextoy & la Bourette no American Center (Paris, 1995)
Sem título (Paris, 1993)
Sem título (Paris, 1993)
Rave na casa sobre palafitas (arredores de Paris, 1992)
Miss Kittin na Radio FG (Paris, 1996)