Publicidade
Noticias

Bolsonaro é atacado em Juiz de Fora

Candidato era carregado por militantes.

06 Setembro 2018, 7:20pm

Reprodução / Twitter

O deputado federal e candidato à presidência Jair Bolsonaro foi atacado com o que parece ser uma faca nesta quinta-feira (6) durante evento da campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. Vídeos postados no Twitter mostram o candidato sendo carregado por militantes com a barriga coberta e sendo colocado dentro de um carro. Outro vídeo mostra o momento do ataque. A VICE tentou entrar em contato com a campanha de Bolsonaro e com os diretórios do PSL, mas ainda não obteve resposta. Veículos como G1 e Veja confirmaram que o candidato foi esfaqueado.

O G1 informa que a PM identificou o suspeito do ataque como Adélio Bispo de Oliveira, que teria sido espancado pelos militantes presentes e estaria muito machucado. Uma nota da Polícia Federal divulgada pelo Jota informou que o candidato era acompanhado por agentes da PF, e que o suspeito foi encaminhado à delegacia da PF no município. De acordo com o Correio Brasiliense, o boletim médico do hospital informa que Bolsonaro foi atingido no fígado e passa por uma cirurgia (ATUALIZAÇÃO: a lesão no fígado foi descartada, mas uma lesão na alça intestinal foi costurada). Assista a um dos vídeos abaixo:

O filho de Bolsonaro e candidato ao senado pelo Rio de Janeiro, Flavio Bolsonaro (PSL), também confirmou o ataque:

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Polícia Federal vai investigar o ataque. Já circula uma imagem de Bolsonaro sendo operado:

O G1 informa que, de acordo com a PM, Oliveira já confessou o crime. De acordo com Luis Boundens, presidente da Federação dos Agentes da Polícia Federal em entrevista à revista piauí, o suspeito teria dito que o ataque era uma "missão divina". Malu Gaspar, repórter da piauí, informa que a cirurgia de Bolsonaro já terminou, e que foram constatados "lesão da artéria mesentérica, que leva sangue pro intestino, perfuração no intestino grosso e três lesões no intestino delgado". Veja uma imagem da faca abaixo:

Ciro Gomes, candidato pelo PDT, já se pronunciou repudiando o ataque:

Guilherme Boulos, candidato do PSOL, também se pronunciou:

João Amoêdo, candidato pelo partido Novo, desejou melhoras para Bolsonaro:

Segundo o jornal Folha de S. Paulo o candidato a vice-presidente pelo PT, Fernando Haddad, considerou o ataque "absurdo" e "lastimável":

Geraldo Alckmin, candidato pelo PSDB, classificou o ato como "deplorável":

Marina Silva, candidata pela Rede, considerou o ataque um "atentado à democracia":

Tagged:
brasil
Jair Bolsonaro
Eleições 2018