Publicidade
EUA

Corredora foi detida por semanas por cruzar sem querer a fronteira dos EUA

Cedella Roman estava fazendo jogging numa praia perto da fronteira com o Canadá quando guardas norte-americanos a prenderam.

por Sarah Berman; Traduzido por Marina Schnoor
29 Junho 2018, 10:00am

Foto: Cedella Roman/Facebook.

Uma mulher de 19 anos, visitando a mãe num subúrbio de Vancouver, ficou duas semanas numa prisão de imigração depois de cruzar acidentalmente a fronteira entre Canadá e EUA enquanto fazia jogging.

Como informado pela CBC, Cedella Roman diz que no dia 21 de maio decidiu fazer uma corrida pela praia em White Rock, uma cidade da província de Colúmbia Britânica que faz fronteira com Blaine, Washington. Com a mudança da maré, Roman decidiu pegar uma trilha de terra onde, segundo ela, dois agentes de fronteira americanos a confrontaram e acusaram de entrar ilegalmente no país.

EUA e Canadá compartilham a fronteira mais longa do mundo, com quase 3.500 quilômetros, a maior parte dela sem vigilância ou placas de aviso. A área em que Roman estava correndo já tinha rendido manchetes em 2017, quando as políticas antirrefugiados dos EUA empurraram um novo fluxo de migrantes pro norte.

Claro, como é uma estudante francesa ainda trabalhando em seu inglês, Roman não sabia disso. “Eu disse a eles que não tinha feito de propósito, e que não estava entendendo o que estava acontecendo”, ela disse a CBC, acrescentando que não viu nenhuma sinalização enquanto se aproximava da fronteira internacional.

Em vez de dar a ela uma multa ou aviso, os oficiais da patrulha da fronteira prenderam Roman e a levaram para uma instalação de detenção a 200 quilômetros do local.

“Eles me colocaram num camburão e me levaram pra instalação”, ela disse a CBC. “Eles também me mandaram entregar todos os meus pertences pessoais junto com minhas joias, depois me revistaram. Aí percebi que a coisa era séria e comecei a chorar um pouco.”

A mãe de Roman levou os documentos dela pras autoridades assim que descobriu que a filha estava numa prisão de imigrantes. Mas segundo a CBC, ela só teve permissão para voltar ao Canadá duas semanas depois.

Roman não sabe se poderá entrar nos EUA de novo, mas considerando o jeito como foi tratada, ela pode nunca querer voltar.

Matéria originalmente publicada pela VICE Canadá.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tagged:
Cooper
imigração
corrida
fronteiras
fronteira dos EUA