Publicidade
Noticias

Boletim Matutino da VICE

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
10 Abril 2018, 11:33am

Reprodução / YouTube

Blogueiro do MBL reclama de guaraná na perna e pescotapa dado por Ciro Gomes

Primeiro a “notícia” apareceu pesada, pelo Twitter: o pré-candidato à presidência da República pelo PDT Ciro Gomes teria agredido Arthur Moledo do Val, blogueiro ligado ao MBL e dono do canal Mamãe Falei no YouTube, durante sua participação no Fórum da Liberdade em Porto Alegre nesta segunda-feira (9). Depois a agressão virou um tapa na cara, Mais cinco minutos e havia um vídeo de Arthur reclamando que Ciro teria dado um tapa em sua nuca (o popular pescotapa, ou “pedala Robinho”), e que o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT-RS) teria jogado guaraná (apropriadamente um Fruki Light) em sua perna. Quando Do Val finalmente publicou seu vídeo editado, a internet entrou em polvorosa: além da “agressão” ter sido das mais leves, o vlogger ainda destilou preconceito contra nordestinos e perguntou “você acha que eu sou a Patrícia Pillar para me bater?”, em referência à ex-mulher de Ciro. O presidenciável, que foi parar no topo dos trending topics do Twittter na noite desta segunda, negou a agressão ("tu acha que, se eu tivesse batido, não teria uma marquinha, não?"), mas, deselegante, não agradeceu o MBL pela publicidade gratuita. – Folha de S. Paulo

José Yunes e coronel Lima, amigos de Temer, viram réus por organização criminosa

O juiz federal Marcus Vinicius Reis, da 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília, aceitou nesta segunda-feira (9) denúncia por organização criminosa contra o advogado José Yunes, ex-assessor da Presidência, e o coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo João Baptista Lima Filho, amigos de Michel Temer. Os dois foram acusados de integrar um grupo de integrantes do MDB que, segundo o Ministério Público Federal, formou um núcleo político para cometer crimes contra empresas e órgãos públicos. A suposta organização criminosa ficou conhecida como "quadrilhão do MDB". – G1

PF repreende delegado que defendeu prisão de Temer, Alckmin e Aécio

Em nota divulgada nesta segunda (9), a Polícia Federal desautorizou o delegado da instituição que defendeu em rede social a prisão do presidente Michel Temer (MDB), do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do senador Aécio Neves (PSDB). Milton Fornazari Junior escreveu em sua página no Facebook, após a prisão do ex-presidente Lula, que “agora é hora de serem investigados, processados e presos os outros líderes de viés ideológico diverso”. A PF emitiu nota em que critica a postura do delegado, diz que ele não é porta-voz da instituição e que medidas administrativo-disciplinares serão tomadas em relação ao caso. – Folha de S. Paulo

Com Lula preso, dólar sobe a 3,42 e bolsa cai 1,78%

O dólar comercial fechou esta segunda-feira (9) em alta de 1,6%, cotado a R$ 3,422 na venda. É o maior valor de fechamento em 16 meses: em 5 de dezembro de 2016, o dólar valia R$ 3,429. Em janeiro deste ano, a moeda norte-americana estava mais barata: chegou a valer R$ 3,14.O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrou queda de 1,78%, a 83.307,23, a pontos. Essa é a segunda baixa seguida do índice e seu menor nível desde 9 de fevereiro. A sessão desta segunda foi influenciada pela cautela dos investidores com temores de uma guerra comercial entre Estados Unidos e China e também com a cena política local, diante de preocupações com a eleição presidencial de outubro, após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. – UOL

Ações da Eletrobras despencam com indicação de Moreira Franco para ministério

O mercado recebeu mal as mudanças no Ministério de Minas e Energia, cuja área técnica sofreu uma debandada desde que Moreira Franco (MDB-RJ), o popular "Angorá", foi anunciado como novo chefe da pasta em uma decisão tomada pelo governo com intuito de manter o foro privilegiado do emedebista. Na sexta-feira (6), quando o nome de Moreira veio à tona para assumir o cargo, as ações da Eletrobras já haviam recuado 9,17%. Nesta segunda-feira (9), voltaram a cair: as ordinárias tiveram recuo de 9,56% e, as preferenciais, de 6,74%. – Folha de S. Paulo

Preço médio da gasolina sobe pela 2ª semana seguida e vai a R$ 4,217

O preço médio do litro de gasolina nos postos do país subiu pela 2ª semana seguida e iniciou o mês de abril a R$ 4,217, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Segundo a pesquisa semanal da agência, a gasolina passou de R$ 4,20 para R$ 4,217 na semana encerrada no dia 7 de abril, uma alta de 0,4%. Os preços médios do etanol e do diesel também subiram. – G1

'Pai' das fake news por corrente de e-mail vai se candidatar a deputado

Gunther Schweitzer, que se tornou nacionalmente famoso por "assinar" uma corrente de e-mails que "denunciaria" a manipulação da final da Copa do Mundo de 1998 (da famosa frase, "se as pessoas soubessem da verdade ficariam enojadas"), vai ser candidato a deputado estadual em São Paulo pelo Avante (antigo PTdoB). Professor de educação física, Schweitzer nunca trabalhou na Central Globo de Jornalismo, e afirma que cinco partidos o procuraram para lança-lo na política. A candidatura deve ser lançada oficialmente em agosto. – UOL

Mundo

Filha de ex-espião russo envenenado na Inglaterra deixa o hospital

Yulia Skripal, a filha do ex-espião russo Serguei Skripal, recebeu alta, anunciou nesta terça-feira (10) o hospital em que ela estava internada. Ela e o pai foram hospitalizados após serem envenenados em Salisbury, no sul da Inglaterra, há mais de um mês. A diretora do Hospital do Distrito de Salisbury, Christine Blanshard, afirmou ainda que o ex-espião russo também vai se recuperar e receberá alta "em algum momento". Yulia, 33 anos, visitava o pai Serguei, 66, foram encontrados inconscientes em 4 de março em um banco em uma rua de Salisbury, após serem expostos a uma substância tóxica. O governo britânico atribuiu o envenenamento a Moscou, o que gerou uma das maiores crises diplomáticas entre a Rússia e países ocidentais desde a Guerra Fria. – G1

FBI cumpre mandado em escritório de advogado de Donald Trump

O FBI cumpriu um mandado de busca nesta segunda-feira (9) no escritório de um dos advogados do presidente Donald Trump, Michael Cohen. Cohen, que trabalhou para as Organizações Trump por dez anos e era considerado uma espécie de “faz-tudo” do atual presidente, é investigado, entre outros fatos, pelo pagamento que fez à atriz pornô Stephanie Clifford, conhecida pelo nome artístico Stormy Daniels e que afirma ter tido um caso com Trump em 2006. A batida policial desta segunda foi solicitada por procuradores de Nova York, que buscam documentos não apenas sobre o pagamento a Daniels, mas também sobre os rendimentos do advogado, além de emails e comunicações com Trump – Folha de S. Paulo

E mais

Record é condenada a exibir programas de religiões de matriz africana em horário nobre

Depois de 14 anos de batalha judicial, a Rede Record de Televisão perdeu um recurso na Justiça Federal de São Paulo e será obrigada a exibir 16 programas na TV em horário nobre feitos por entidade ligada a religiões de matriz africana. A emissora ainda tem direito de recorrer em tribunais superiores. Os autores alegaram na ação que as religiões afro-brasileiras “vêm sofrendo constantes agressões” em programas veiculados na Record. A Constituição Federal proíbe a demonização de religiões por adeptos de outras crenças. – Congresso em Foco

Criador de ‘The Wire’ David Simon vai fazer série sobre Revolução Espanhola

O criador da “melhor série de todos os tempos” The Wire, David Simon, está trabalhando em uma nova série, de seis episódios, sobre a Revolução Espanhola dos anos 1930. Feita em parceria com a produtora espanhola Mediapro, a série vai se chamar “The Dry Run”, e conta a história do Batalhão Abraham Lincoln, uma das Brigadas Internacionais de voluntários antifascistas formada por combatentes norte-americanos. George Pelecanos e Dennis Lehane, roteiristas de The Wire, devem participar de The Dry Run”. – Variety