Publicidade
Notícias

Boletim Matutino da VICE - 5/9/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
05 Setembro 2019, 1:42pm

Valter Campanato / Agência Brasil

Brasil

Moro supera em 25 pontos percentuais aprovação de Bolsonaro, mostra Datafolha

Sergio Moro continua como o ministro mais bem avaliado do governo Jair Bolsonaro (PSL), com um patamar de apoio da população que supera o do próprio presidente. A conclusão é da mais recente pesquisa nacional do Datafolha, feita na quinta (29) e sexta-feira (30) da semana passada. Segundo o levantamento, Moro é conhecido por 94% dos entrevistados, a taxa mais alta na Esplanada. Dentre os que afirmam conhecê-lo, 54% avaliam sua gestão à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública como ótima ou boa. Outros 24% a consideram regular, e 20%, ruim ou péssima —2% não responderam. Em comparação, são 29% os entrevistados pelo Datafolha que aprovam o governo Bolsonaro. – Folha de S. Paulo

OAB e Instituto Herzog vão denunciar Bolsonaro na ONU por apoiar ditadura

Num ato inédito, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Instituto Vladimir Herzog denunciarão o governo de Jair Bolsonaro na ONU por retrocessos à democracia e por fazer apologia à ditadura. O UOL apurou que o ato ocorrerá na próxima terça-feira, numa intervenção diante do Conselho de Direitos Humanos. Além disso, as entidades se unirão para realizar um evento paralelo na própria sede das Nações Unidas para apresentar detalhes do que chamam de "desmonte" das estruturas de Justiça, Memória e Verdade no país. O gesto ocorre no momento em que Bolsonaro abre uma nova crise internacional ao elogiar o regime de Augusto Pinochet e criticar a alta comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet. – UOL

Importância de educação não é para 'garantir futuro' das crianças, diz ministro da Educação

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu que o país "só tem espaço para os melhores" ao dirigir-se a crianças e adolescentes homenageados na cerimônia Destaques na Educação, na tarde desta quarta-feira. Em um discurso de forte apelo meritocrático, Weintraub disse aos estudantes que eles "não representam alunos do Brasil inteiro", pois o país "não tem espaço para todos, só para os melhores". "Parabéns. Isso se chama mérito e quem tem mérito tem que ser premiado", afirmou. Aos alunos, o ministro disse que a importância da educação de qualidade não é "garantir o futuro" das crianças. "É para que vocês sejam livres e fortes para pensar por vocês mesmos e ter uma profissão e uma renda sem depender de bolsa." – Valor

Grupo da Lava-Jato na PGR pede demissão coletiva em protesto contra Raquel Dodge

O grupo de trabalho da Lava-Jato na Procuradoria-Geral da República (PGR) formalizou um pedido de demissão coletiva em protesto contra a procuradora-geral Raquel Dodge na noite desta quarta-feira. Os seis procuradores que compõem o grupo de trabalho da Lava-Jato na PGR, Raquel Branquinho, Maria Clara Noleto, Luana Vargas, Hebert Mesquita, Victor Riccely e Alessandro Oliveira avisaram sobre a demissão por meio de mensagem enviada nesta noite a grupos coletivos de trabalho das forças-tarefas da Lava-Jato em Curitiba e no Rio. Na manifestação, eles citam "grave incompatibilidade" com uma manifestação enviada por Dodge ao Supremo Tribunal Federal (STF) na noite da última terça-feira. Os procuradores não citam detalhes do motivo. De acordo com fontes que acompanham o assunto, a insatisfação se deve a uma manifestação de Dodge sobre a delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro. – O Globo

Congresso instala comissão para investigar divulgação de fake news nas eleições

O Congresso Nacional instalou nesta quarta-feira (4) uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para apurar a divulgação de informações falsas. Formada por 15 deputados e 15 senadores, a CPI das Fake News, como ficou conhecida, será presidida pelo senador Ângelo Coronel (PSD-BA). Ele foi eleito nesta quarta, durante a reunião inaugural da comissão. A relatora será a deputada Lídice da Mata (PSB-BA). A CPMI terá um prazo de 180 dias para apurar “ataques contra a democracia” e o “debate público”. Também deve investigar a suposta criação de perfis falsos nas redes sociais para influenciar as eleições presidenciais de 2018 e a prática de ‘ciberbullying’ contra autoridades e cidadãos. – G1

Câmara dos Vereadores censura exposição de charges críticas a Bolsonaro em Porto Alegre

Durou menos de 24 h a exposição de desenhistas gaúchos com charges, tirinhas e cartuns, alguns com conteúdo crítico ao governo de Jair Bolsonaro (PSL), na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. A exposição “O Riso é Risco: Independência em Risco – Desenhos de Humor” foi vista no local apenas entre as 19h da última segunda-feira (2) e o início da tarde de terça-feira (3), quando foi recolhida por ordem da presidente da Câmara, a vereadora Mônica Leal (PP). A mostra deveria ficar em cartaz até 13 de setembro, mas foi censurada. – Folha de S. Paulo

PF vai investigar autores de curta de ficção sobre sequestro de filha de Moro para libertar Lula

A Polícia Federal vai investigar os autores de um curta-metragem de ficção que conta a história de um casal que sequestra a filha do ex-juiz Sergio Moro , retratado como “Sergio Mauro”, em troca da libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, identificado como “Luiz Jararaca da Silva”. O filme de 14 minutos, exibido no Youtube, mostra um casal que mantêm refém uma adolescente em troca da libertação do ex-presidente. O Ministério da Justiça afirma em nota que o ministro Sergio Moro solicitou a abertura de inquérito policial por ameaça e apologia ao crime contra os responsáveis pelo filme. – O Globo

Governo de SP divulgou dados menores sobre violência contra a mulher por 8 anos

O governo de São Paulo divulgou, entre 2011 e 2018, dados sobre violência contra a mulher inferiores aos reais. Após uma mudança de metodologia na contagem, implementada neste ano, os números, publicados no site da SSP (Secretaria da Segurança Pública), explodiram. Segundo o governo, antes, eram contabilizados apenas crimes que tinham características de violência doméstica. A mudança fez subir nas estatísticas, em números absolutos, os homicídios dolosos (com intenção de matar), os estupros e os estupros de vulneráveis. A SSP divulgou em seu portal de estatísticas, por exemplo, que foram registrados entre janeiro e julho deste ano 227 homicídios dolosos contra mulheres. Segundo o mesmo portal, no ano passado tinha sido 71 vítimas. Um acréscimo de 220%. – UOL

Após Doria mandar recolher apostila, alunos ficam sem material de 8 disciplinas

A decisão do governador João Doria (PSDB) de mandar recolher um material didático por causa de uma suposta “apologia à ideologia de gênero” privou os alunos da rede estadual de São Paulo de temas como equação de primeiro grau, figuras de linguagem e revoltas no Brasil colonial. Isso porque apostila confiscada tinha, além das três páginas que desagradaram ao governador, outras 141, com conteúdo de oito disciplinas: arte, ciências naturais, educação física, geografia, história, inglês, matemática e português. Sem aviso prévio, a decisão de pegar de volta o material obrigou professores a repensarem às pressas o planejamento de aulas e deixou alunos assustados. – Folha de S. Paulo

Unicamp cria grupo de ajuda emergencial a pesquisadores afetados por cortes de bolsas

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) anunciou nesta quarta-feira (4) a criação de um grupo de trabalho para discutir medidas emergenciais de apoio aos bolsistas de pós-graduação atingidos pelo contingenciamento de recursos ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “É um dilema e uma preocupação para a ciência brasileira, em um contexto sem muita perspectiva. Milhares de jovens que vieram para cá e estão vivendo com essa bolsa, que é baixa, mas é o que faz com que eles possam seguir na carreira acadêmica”, apontou o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel. – G1

Justiça decreta prisão de seguranças acusados de torturar jovem negro em SP

A Justiça decretou, na noite de hoje, a prisão por 30 dias de dois seguranças acusados de torturar um jovem negro de 17 anos em um supermercado de São Paulo. A informação foi confirmada pelo delegado Pedro Luis de Sousa, do 80º DP (Distrito Policial), na Vila Joaniza, zona sul da cidade. A decisão é assinada pela juíza Tatiana Saes Valverde Ormeleze. Sousa informou ainda que um dos sócios da empresa de segurança a qual os suspeitos eram vinculados forneceu os dados dos seguranças já identificados e que estariam envolvidos na tortura. Também nesta quarta, imagens e histórias de mais humilhação e tortura no mesmo mercado foram denunciadas pelo jornal Brasil de Fato. – UOL

Justiça multa mães de jovens que ameaçaram aluna de morte em redes sociais

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou as mães de duas adolescentes a indenizarem em R$ 8.000 uma garota que sofreu bullying em um colégio particular no município de Marília, interior de São Paulo. As menores foram acusadas de usaram WhatsApp e redes sociais para isolar socialmente e ameaçar de morte uma colega. A confusão começou em 2014, quando a garota Larissa (todos os nomes são fictícios), então com 15 anos, se transferiu para um colégio de renome na cidade para cursar o primeiro ano do ensino médio. Logo no início das aulas, ela se sentiu rejeitada pelas veteranas. "Desconfiamos de racismo, porque ela tem pele bem morena", contou Daniele Suzuki, advogada da garota. "Uma das ofensas foi 'preta suja'." – UOL

Mundo

Furacão Dorian avança para os EUA após deixar 20 mortos nas Bahamas

O furacão Dorian ganhava força ao se aproximar dos Estados Unidos, após ter deixado ao menos 20 mortos nas Bahamas, onde persistem os esforços para se resgatar sobreviventes. De acordo com o boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC) das 2h (3h de Brasília), Dorian continuará sua aproximação da costa da Carolina do Sul e depois deve seguir para a Carolina do Norte. No final da noite, com ventos de 185 km/h Dorian voltou à categoria 3 da escala Saffir-Simpson (1 a 5). Nas Bahamas, o número de mortos passou de sete para 20, e ainda poderá aumentar, anunciou o ministro da Saúde do arquipélago, Duane Sands. – UOL

Presidente do Chile condena falas de Bolsonaro sobre pai de Bachelet

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, disse em pronunciamento nesta quarta-feira (4) não compactuar com as falas do presidente Jair Bolsonaro sobre o pai de Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para direitos humanos e ex-mandatária do Chile. Piñera, um dos principais aliados regionais de Bolsonaro, afirmou que "toda pessoa tem o direito de ter seu juízo histórico sobre os governos dos anos de 1970 e 1980, mas que essas visões devem ser expressas com respeito às pessoas". "Não compartilho em absoluto à menção feita pelo presidente Bolsonaro por respeito a uma ex-presidente do Chile e, especialmente, em um tema tão doloroso como a morte de seu pai." – Folha de S. Paulo

Ondas do furacão Dorian levam tijolos de cocaína a praias da Flórida

Uma bolsa com 15 tijolos de cocaína foi encontrada em Cocoa Beach, na Flórida, levada pelas fortes ondas que atingem a costa do estado americano durante a passagem do furacão Dorian, relatou a emissora americana NBC nesta quarta-feira (4). Cerca de 30 quilômetros ao sul, no parque Paradise Beach, um frequentador da praia alertou um policial para um objeto estranho na areia, que também foi identificado como um tijolo de cocaína — cada peça pesa um quilo. – Folha de S. Paulo