Publicidade
Esta história é mais de 5 anos de idade.
Outros

Beleza Natural É Só uma Ferramenta de Marketing

Stoya acha que "natural" é simplesmente outra palavra para otimizar os mecanismos de busca, como ninfeta, MILF e grande

por Stoya
02 Setembro 2013, 3:26pm

No pornô, uma das coisas pela qual sou “marketeada” é o “toda natural”. Essa frase indica basicamente que não tenho implantes mamários nem outras cirurgias plásticas óbvias. Isso não tem absolutamente nada a ver com se pinto o cabelo (sim, múltiplas vezes e de variadas cores), que tratamento temporário ou permanente de depilação eu já fiz (muitos, incluindo coisas envolvendo laser), a quantidade de maquiagem aplicada no rosto ou o grau de trabalho no Photoshop feito por meus fotógrafos. Isso também ignora o fato de que, por um bom tempo de minha carreira, tive barras de metal atravessando meus mamilos e, pelo que eu saiba, isso não vem de fábrica (ou útero). Na indústria do entretenimento adulto, natural é simplesmente outra palavra para otimizar os mecanismos de busca, como ninfeta, MILF e grande. Natural não é uma expressão da definição do dicionário. É uma ferramenta de marketing.

O termo natural também permeia as indústrias do entretenimento e beleza. Incontáveis sites têm galerias de celebridades pegas sem maquiagem pelos paparazzi ou posando com a cara limpa para fotos de revistas. Dependendo da publicação, os comentários vão de “MEU DEUS Q NOJO!!1” até um jorro de discussões comentando a coragem da dita celebridade em se mostrar sem maquiagem. Todo o conceito de ser “fotografada em estado natural” carrega uma bobagem inerente, porque colocar qualquer tipo de lente entre o espectador e a coisa vista faz isso parecer diferente do que seria a olho nu. Diferentes tipos de iluminação mudam o aspecto de uma pessoa, assim como a ver de diferentes ângulos. Você pode facilmente experimentar isso por si mesmo com qualquer câmera que tiver por aí. Quanto à indústria do pornô, o uso de Photoshop, cirurgias cosméticas sutis ou tintura nos cabelos raramente são divulgadas quando uma revista rotula a aparência de uma pessoa como “natural”.

E coisas como aquela campanha da Beleza Real da Dove? A definição de beleza deles é aceitar publicamente rugas e cabelos brancos, mas parece depender pesadamente de peles sem nenhuma mácula. Claro, sardas são consideradas aceitáveis, mas ainda estou para ver uma espinha gigante no nariz de uma das mulheres dos comerciais da Dove. Também nunca vi eles mostrarem uma modelo com mancha de nascença ou um caso de eczema. Eles realmente apresentam uma variedade muito maior de tons de pele e formatos de corpo do que as revistas de moda, mas não incluem pessoas com deficiências físicas visíveis ou grandes cicatrizes. Natural é, novamente, uma ferramenta de marketing: eles estão usando o conceito de confiança que vem de dentro para vender mais cremes para lambuzar o lado de fora. Eles estão redefinindo a palavra natural para isso se correlacionar com quão pouca maquiagem uma mulher está usando, totemizar essa disposição de aparecer em público sem cosméticos como coragem.

Isso deixa de fora alguns dos principais fatores do apelo estético convencional: sorte genética, ter recursos para comer bem, tempo e dinheiro necessários para adquirir e usar regularmente cremes faciais, óleos, esfoliantes e outras coisas estranhas, como aplicação de sangue de placenta no rosto ou seja lá o que as pessoas fazem quando vão nesses spas hoje em dia. Só posso falar por mim mesma, mas coloco uma quantidade insana de gosma no meu rosto e corpo e não trabalho nem de perto com o mesmo orçamento de uma estrela de Hollywood. Passo mais tempo esfoliando e hidratando do que a maioria das minhas colegas passa aplicando maquiagem. Se minha aparência física não fosse minha principal fonte de renda, a quantidade de tempo que passo aplicando essas coisas na minha pele seria totalmente absurda. Mesmo no contexto do corpo como uma ferramenta profissional, isso ainda pode ser absurdo. O que quero dizer é que a falta de uma sombra de olho chamativa não é de maneira nenhuma garantia de falta de vaidade.

Algumas pessoas (que obviamente não me conhecem muito bem) já me elogiaram por minha baixa manutenção cosmética porque não aparento estar usando maquiagem. Algumas pessoas me dizem como adoram o fato de que eu não uso um monte de porcarias no rosto quando, na verdade, estou usando um monte de porcarias no rosto. Em geral, estou usando pelo menos rímel e algum tipo de corretivo quando recebo esses elogios. Às vezes, estou usando tudo que tenho em minha nécessaire de maquiagem menos os cílios postiços e o glitter de palco. Além disso, estou coberta dos pés à cabeça com vários produtos para proteger minha pele e cabelo dos elementos, e geralmente tomo um monte de vitaminas. Adoro vitaminas. Até que alguém descubra uma árvore da Amazônia ou Madagascar com frutos multivitamínicos ou algo do tipo, fico hesitante em dizer que a ingestão de pílulas de vitamina é algo natural, muito menos a enorme quantidade acima mencionada de gosma. Passei pelo menos um ano e meio testando tudo que é poção estranha que prometia fazer crescer minhas sobrancelhas à sua glória original. Acabei com um fio de sobrancelha de mais de 2 centímetros e meio. Um único fio de sobrancelha. Isso foi pior do que meu primeiro pelo no mamilo. Se você me encontrar em público por aí, não pergunte sobre nenhum desses pelos se não quiser me ver mais vermelha do que um tomate.

Seja manter um loiro platinado obviamente clareado ou retocar as raízes brancas para combinar com a cor morena original, pintar o cabelo ainda é um artifício. Pode demorar um pouco mais para colocar um conjunto de unhas postiças do que para fazer uma manicure básica sem esmalte, mas ambos são indicadores de um esforço para parecer mais esteticamente agradável. Malhar para alcançar certa aparência física e passar por procedimentos cirúrgicos cosméticos são duas formas diferentes de esculpir o corpo, uma que exige mais suor e outra que exige mais dinheiro. Depilação a laser é um pouco mais futurista do que se depilar com sabonete e gilete, mas remoção de pelos não é natural para ninguém, independente de sexo ou gênero. Tenho quase certeza de que banhos frequentes também não são estritamente naturais. E apoio totalmente que as pessoas tomem banho o quanto quiserem e façam seus corpos terem o aspecto que preferirem. Dolly Parton disse uma vez: “Custa caro parecer tão barata”, e acho que é importante deixar claro que é preciso um grande esforço para se parecer natural. Acho que prestamos um desserviço uns aos outros fingindo que há alguma coisa louvável em se ignorar o esforço que colocamos em nossas aparências ou que há algo de corajoso em admitir que fazemos isso.

@Stoya

Anteriormente - Então Você Quer Fazer Pornô