Noticias

Estudantes ocuparam a Câmara dos Vereadores de Guarulhos num ato contra a PEC 241

O presidente da casa, Professor Jesus (DEM), entrou com o pedido de reintegração de posse contra a ocupação, que já dura uma semana.

por Débora Lopes
28 Outubro 2016, 6:00pm

O estudante Anthony, 21, no plenário ocupado em Guarulhos. Foto: Lucas Dantas/ VICE

A onda de ocupações contra a PEC 241, Proposta de Emenda à Constituição que determina o congelamento dos gastos públicos por 20 anos no país, reverbera também na cidade de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. Desde o dia 20 deste mês, o plenário da Câmara de Vereadores do município está tomado por estudantes contrários à medida, aprovada pelos deputados brasileiros na última terça (25).

"Decidimos ocupar pra chamar a atenção, pra demonstrar esses absurdos que estão ocorrendo", detalha A.C., 26, estudante de ciências sociais que pede para não ser identificada. "Não sou petista. A maior parte aqui não é, mas sentimos que, de fato, o golpe do Temer veio junto com uma série de retrocessos. A cada momento sofremos várias pauladas."

Local reservado para guardar os pertences dos ocupantes. Foto: Lucas Dantas/ VICE

O grupo de ocupantes, formado por secundaristas, universitários e professores da rede pública, protestam também contra a Medida Provisória (MP) 746/ 2016, que prevê a reforma do ensino médio. Numa página do Facebook, eles publicam as atividades diárias realizadas no local.

À VICE, o presidente da Câmara Municipal, Professor Jesus (DEM), afirma que já entrou com o pedido de reintegração de posse que foi encaminhado para a 1ª Vara da Fazenda de Guarulhos na última quinta (26). "Eu falei que gostaria que [os estudantes] desocupassem porque temos projetos importantes do município para votar", relatou por telefone. O vereador também afirma ter esperado alguns dias para tomar a decisão. "Até mesmo porque sou professor e vivemos num país democrático, desde que não venham depredar o patrimônio publico."

Cartazes com as regras estabelecidas e o cronograma de atividades da ocupação. Foto: Lucas Dantas/ VICE

Bebida, cigarros e maconha são proibidos dentro do plenário. Cartazes exibem as regras estabelecidas — "não quebrar nada" é uma delas — e o cronograma de atividades, que envolve shows, rodas de conversa, debates e aulas públicas.

Cerca de 40 pessoas dormem todas as noites no local. Mas, durante o dia, a movimentação é grande, informa A.C. "Ocupamos só o plenário. Não ocupamos a Câmara como um todo, que seriam as salas dos parlamentares. Queríamos um espaço pra promover debates e conseguir que as pessoas estivessem aqui."

Roda de conversa sobre utopia e pós-modernidade com um professor vista da mesa da presidência da Câmara. Foto: Lucas Dantas/ VICE

A universitária explica que o grupo ainda não recebeu nenhum comunicado oficial por parte da Polícia Militar sobre uma possível desocupação. "Não vamos querer esperar a violência policial acontecer", pondera a jovem. "Não sabemos se vamos resistir dentro da Câmara, mas, com certeza, vamos resistir em outros ambientes e lugares."

Siga o fotógrafo Lucas Dantas no Instagram e veja mais fotos da ocupação abaixo:

O estudante Kaique, 22. Foto: Lucas Dantas/ VICE

Foto: Lucas Dantas/VICE

Foto: Lucas Dantas/ VICE

A estudante Bruna, 23. Foto: Lucas Dantas/ VICE

Foto: Lucas Dantas/ VICE

Foto: Lucas Dantas/ VICE

Foto: Lucas Dantas/ VICE

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.